PUBLICIDADE
Topo

Ex-presidente do Sudão Omar al Bashir pega 2 anos de prisão

14/12/2019 10h25

CARTUM, 14 DEZ (ANSA) - Um tribunal do Sudão condenou neste sábado (14) o ex-presidente Omar al Bashir a dois anos de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção.

Essa é a primeira sentença de uma série de processos contra o homem que governou um dos maiores países da África por 30 anos, até ser deposto, em abril passado.

Bashir também é alvo de um mandado de prisão do Tribunal Penal Internacional (TPI) de Haia por crimes de guerra e genocídio em Darfur, região desértica situada no oeste do Sudão, e é acusado pela morte de manifestantes nos protestos que antecederam sua queda.

O ex-presidente de 75 anos está sob custódia desde abril e será colocado em uma prisão de segurança mínima para criminosos idosos.

A acusação de lavagem de dinheiro foi apresentada após a descoberta de milhões de dólares, euros e libras sudanesas em sua residência, mas ainda cabe recurso em tribunais superiores.

A revolta contra Bashir teve início em dezembro passado, em função do aumento do custo de vida no país, e só terminou quando os militares que derrubaram o presidente aceitaram dividir o poder com civis em um governo de transição.

As Forças Armadas disseram que não entregarão Bashir ao TPI, mas o gabinete de transição ainda não se pronunciou. (ANSA)

Notícias