PUBLICIDADE
Topo

Piloto italiano da MotoGP é suspenso por doping

01/04/2020 12h03

ROMA, 01 ABR (ANSA) - A Federação Internacional de Motociclismo (FIM) anunciou nesta quarta-feira (1º) que suspendeu por 18 meses o piloto italiano Andrea Iannone em decorrência de um caso de doping no último Grande Prêmio da Malásia de MotoGP.   


O italiano, que defende a equipe Aprilia, testou positivo em um exame realizado no dia 3 de novembro, na Malásia. Por conta disso, a FIM havia suspendido Iannone preventivamente.   


O piloto, que sempre declarou ser inocente, justificou o teste positivo por conta de uma carne contaminada que comeu. A FIM reconheceu que a versão apresentada por Iannone é verdadeira, mas alegou que o italiano não poderia ser absolvido.   


A suspensão de Iannone começou no dia 17 de dezembro de 2019 e só irá acabar em 16 de junho de 2021. O piloto afirmou que irá recorrer da decisão da FIM.   


"A sentença nos deixa chocados por causa da punição aplicada ao Andrea, mas também satisfeito com as motivações por trás. Os juízes reconheceram a total boa-fé do Andrea e seu desconhecimento a respeito da substância, confirmando o argumento da contaminação alimentar. Por esse motivo, a punição aplicada não faz o menor sentido", disse Massimo Rivola, diretor-executivo da Aprilia.   


Iannone encerrou a temporada de 2019 da MotoGP na 16ª colocação, com 43 pontos. Seu melhor resultado foi um sexto lugar no GP da Austrália, prova que antecedeu o exame em que foi flagrado.   


O australiano Anthony West foi o último piloto da categoria a ser suspenso por doping. O caso aconteceu em 2012, quando ele ainda corria na Moto2.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Notícias