PUBLICIDADE
Topo

Milão impõe regras para venda de bebidas alcoólicas à noite

Segurança usa acessório para medir temperatura de cliente entrando em loja em Milão, na Itália - Mairo Cinquetti/NurPhoto via Getty Images
Segurança usa acessório para medir temperatura de cliente entrando em loja em Milão, na Itália Imagem: Mairo Cinquetti/NurPhoto via Getty Images

25/05/2020 16h10

Após o registro de aglomerações em ruas e calçadas da cidade, a prefeitura de Milão, no norte da Itália, proibiu a venda de bebidas alcoólicas "para viagem" a partir das 19 h (hora local).

Com isso, a medida - que começa a valer amanhã - quer impedir que as pessoas consumam álcool fora de bares ou de suas casas.

A decisão anunciada pelo prefeito, Giuseppe Sala, foi tomada após uma reunião com o governador da região da Lombardia, Attilio Fontana. A proibição inclui a venda para consumo externo nos bares e também em "pequenos negócios próximos a eles". No entanto, não vale para supermercados.

"De fato, o que puniremos será o consumo de bebidas alcoólicas em pé sem um lugar dedicado para isso, definido como espaço próximo ao bar", destacou Sala. Segundo o prefeito, apesar de ter sido debatida, não será instituída uma mudança no horário de funcionamento nesses tipos de estabelecimentos.

"Não vamos colocar limites de horário para o fechamento dos locais. Nós até pensamos, mas não vale a pena penalizar os serviços comerciais e porque a situação poderia ficar ainda pior se fizéssemos isso", finalizou o prefeito.

No primeiro fim de semana de reabertura de bares e restaurantes, diversos bairros de Milão - e de outras partes da Itália - ficaram cheios de pessoas, com aglomerações intensas.

Coronavírus