PUBLICIDADE
Topo

Readmissão da Rússia no G7 é 'prematura', diz Johnson

01/06/2020 14h28

LONDRES, 01 JUN (ANSA) - O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, considera "prematura" a readmissão da Rússia no G7, cuja próxima reunião de cúpula acontecerá nos Estados Unidos.   

O presidente dos EUA, Donald Trump, adiou o encontro de junho para setembro e disse que pretende convidar a Rússia - suspensa em 2014 do então G8 por causa da anexação da Crimeia -, Austrália, Coreia do Sul e Índia.   

Segundo um porta-voz do governo britânico, Johnson disse que o convite de "não-membros" é prerrogativa de Trump enquanto presidente de turno do G7, mas que a readmissão de Moscou, que o premiê considera prematura, dependeria de aprovação unânime.   

De acordo com Johnson, a Rússia só deve reintegrar o grupo quando "parar suas atividades agressivas e desestabilizadoras para a segurança dos cidadãos do Reino Unido e de nossos aliados". Já o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, disse que o convite dos EUA ainda não é oficial, mas que o presidente Vladimir Putin está aberto ao diálogo. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Notícias