PUBLICIDADE
Topo

EUA compram 100 milhões de doses de vacina da Pfizer/BioNTech

22/07/2020 11h40

NOVA YORK, 22 JUL (ANSA) - O governo dos Estados Unidos comprou 100 milhões de doses da vacina candidata contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2) desenvolvida pela Pfizer e pela BioNTech. Segundo nota das empresas divulgada nesta quarta-feira (22), a negociação ficou no valor de US$ 1,95 bilhão para o recebimento do primeiro lote e o governo também pode ampliar a comprar para 500 milhões de unidades no caso de sucesso da vacina e da aprovação dos órgãos competentes.   

O anúncio foi feito dois dias após o Reino Unido também ter encomendado 30 milhões de doses da imunização.   

Ainda conforme nota divulgada pela Pfizer, as duas empresas têm capacidade para produzir cerca de 100 milhões de doses neste ano e, potencialmente, mais de 1,3 bilhão de doses até o fim de 2021, conforme os resultados da última fase de testes.   

A BNT 162 é uma das mais avançadas candidatas a imunizar contra a Covid-19 e já está nas fases 2 e 3, que estão sendo realizadas de maneira conjunta para agilizar os resultados, pois ela foi considerada segura para os humanos na primeira fase de testes.   

A vacina candidata usa parte do mRNA do vírus para provocar a imunização, em um método parecido usado por outra candidata bastante avançada, a desenvolvida pela empresa norte-americana Moderna e o Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas (NIAID).   

Ontem, o governo brasileiro anunciou que a BNT 162 também será testada no país, assim como ocorre com a ChAdOx1 nCoV-19, desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela AstraZeneca, e com a CoronaVac, do laboratório chinês Sinovac Biotech. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.