PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Deputado argentino renuncia após ato erótico em sessão da Câmara

25/09/2020 07h54

Um parlamentar argentino renunciou ao cargo nesta sexta-feira (25), após ter protagonizado atos eróticos ao vivo durante uma sessão virtual da Câmara dos Deputados.

O episódio ocorreu nesta quinta (24), enquanto os parlamentares discutiam um projeto do governo. Em determinado momento, o deputado Juan Ameri coloca sua companheira no colo, tira um de seus seios para fora e começa a apalpá-lo e beijá-lo.

Ameri havia sido eleito deputado em 2019, pela província de Salta, e pertence à coalizão de centro-esquerda Frente de Todos, liderada pelo presidente Alberto Fernández.

Imediatamente após a cena protagonizada por Ameri, o mandatário da Câmara, o também governista Sergio Massa, anunciou a suspensão do parlamentar. "Quero pedir de maneira imediata a aplicação do artigo 188 do regulamento e dispor a suspensão imediata do deputado Juan Ameri", disse.

Com a repercussão do escândalo, o parlamentar apresentou sua renúncia por volta de 1h da madrugada desta sexta-feira.

"Dirijo-me a você para pedir desculpas por minha conduta durante a sessão especial remota do dia 24 de setembro. Não foi, de nenhum modo, minha intenção faltar com respeito a essa honorável Câmara, a meus pares deputados e deputadas nem ao povo de Salta que me elegeu", escreveu Ameri em carta enviada a Massa.

"Consciente da responsabilidade que meu cargo representa, coloco à disposição minha renúncia como deputado nacional", acrescentou. A Câmara aprovou a abdicação ainda durante a madrugada, com 224 votos a favor, um contrário e três abstenções.

Antes de renunciar ao cargo, Ameri havia tentado explicar o caso, afirmando que não sabia que estava online. "A conexão é muito ruim em todo o interior do país. Estávamos na sessão, e minha internet caiu. Minha companheira saiu do banho, e eu perguntei como estavam as próteses, porque ela havia feito uma operação de implantes mamários 10 dias antes. Eu disse: 'Posso te dar um beijo?'. E lhe dei um beijo no seio, não foi nada mais que isso", disse.

Internacional