PUBLICIDADE
Topo

Saúde

União Europeia alerta países para novo surto de gripe aviária

1.dez.2016 - Aves são eliminadas no Japão após novo foco de gripe aviária - Ground Self-Defense Force/AFP
1.dez.2016 - Aves são eliminadas no Japão após novo foco de gripe aviária Imagem: Ground Self-Defense Force/AFP

01/10/2020 13h06

A União Europeia fez um alerta nesta quarta-feira (30) aos 27 países-membros para que reforcem as medidas de vigilância e de prevenção para evitarem possíveis surtos de gripe aviária - isso já em meio à pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

"Solicitamos aos países da UE que intensifiquem a vigilância e as medidas de biossegurança para prevenir possíveis epidemias de gripe aviária neste ano", diz o documento firmado pela Autoridade Europeia para a Segurança Alimentar (EFSA) e pelo Centro Europeu para Prevenção e Controle de Doenças (ECDC).

O alarme vem após uma série de focos de gripe aviária ter sido registrada nos últimos meses entre aves selvagens e galinhas na Rússia ocidental e no Cazaquistão, região conhecida por ser uma rota de migração de outono de pássaros aquáticos em direção à Europa.

Diversos estudos mostraram que, durante os surtos de 2005/2006 e 2016/2017, o frio causou a rápida propagação da doença destas áreas para os países do bloco. "À luz da experiência anterior vivida no norte e no leste da Europa, que parecem ser as áreas mais vulneráveis a novas epidemias, [...] não podemos excluir uma sucessiva difusão aos países do sul e oeste da Europa", diz o texto.

Apesar da EFSA reconhecer que o "risco de transmissão do vírus da gripe aviária à população europeia" ainda é muito baixo, é aconselhado "não tocar em pássaros mortos sem usar equipamentos adequados de proteção individual".

Saúde