PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Sobrevivente de Auschwitz é vacinado contra covid-19 na Itália e faz apelo

"Tomar a vacina é necessário para nós e para os outros, especialmente nessa idade", afirmou Modiano - Marcelo Justo/UOL
"Tomar a vacina é necessário para nós e para os outros, especialmente nessa idade", afirmou Modiano Imagem: Marcelo Justo/UOL

18/01/2021 13h01

Um dos últimos sobreviventes italianos do campo de extermínio nazista de Auschwitz foi vacinado contra o novo coronavírus hoje e fez um apelo para que as pessoas participem da campanha de imunização.

Sami Modiano, 90 anos, recebeu a primeira dose em um hospital de Roma e disse ter ficado "impressionado com tanta gentileza".

"Sou grato aos médicos e enfermeiros que me vacinaram. Tomar a vacina é necessário para nós e para os outros, especialmente nessa idade", afirmou.

Segundo Modiano, "a vida nos coloca frente a desafios inesperados e frequentemente muito duros". "Mas temos dentro de nós a força para superá-los", acrescentou.

Nascido em 18 de julho de 1930, na ilha grega de Rhodes, que na época era província italiana, Modiano foi deportado para Auschwitz em 1944 e passou menos de seis meses no campo de extermínio.

Ainda assim, o jovem judeu chegou a ser destinado à morte na câmara de gás, mas seu pai conseguiu colocá-lo em outra fila, salvando sua vida. Seu pai e sua irmã morreram em Auschwitz, porém Modiano foi um dos poucos italianos com menos de 15 anos que saíram com vida dos campos de extermínio nazistas.

Coronavírus