PUBLICIDADE
Topo

Itália celebra Dia da Memória com eventos onlines

27/01/2021 09h23

ROMA, 27 JAN (ANSA) - Em 27 de janeiro de 1945, as tropas do Exército soviético abriram os portões do campo de concentração de Auschwitz, na atual Polônia, e mostraram ao mundo os horrores cometidos pelo regime nazista. Apesar da pandemia do novo coronavírus, o Dia da Memória pelas Vítimas do Holocausto contará com eventos online na Itália.   

Em forma presencial, a cidade de Milão, na Itália, homenageou as vítimas em uma cerimônia privada em frente ao antigo hotel Regina, que foi sede da SS nazista e da Gestapo. Uma coroa de flores foi depositada no local.   

Como parte das celebrações da data, Giuseppe Sala, prefeito de Milão, contou a história de Violetta Silvera em sua página do Instagram, que foi uma italiana deportada e morta em Auschwitz em 1944.   

Em Trieste, no norte do país, uma cerimônia aconteceu no museu Risiera di San Sabba, um conjunto de edifícios industriais que foi utilizado como campo de concentração nazista, o único na Itália. O evento contou com as presenças do governador da região de Friuli Veneza Giulia, Massimiliano Fedriga, e do prefeito de Trieste, Roberto Dipiazza.   

"Neste Dia da Memória renovamos o nosso compromisso para que o silêncio não apague a consciência do que aconteceu. Também homenageamos todas as vítimas daqueles anos atrozes em que o nazismo e o fascismo pisotearam os princípios inalienáveis do respeito pela vida e liberdade. O Holocausto marcou o destino de um povo. Neste lugar a liberdade foi assassinada", disse Dipiazza.   

O presidente da Itália, Sergio Mattarella, também comentou sobre o Dia da Memória. Na oportunidade, o político disse que o Holocausto colocou "homens contra a humanidade".   

"Abordamos o tema com emoção e perturbação, com dúvidas e questionamentos não resolvidos.Lembrar expressa um dever de civilidade", afirmou Mattarella.   

A data também será comemorada em toda a Itália com diversos eventos online. O dramaturgo Davide Enia apresentará nas redes sociais do "Piccolo di Milano" o "Diário de Dawid Rubinowicz", escrito entre 1940 e 1942 por uma criança polonesa.   

O palco do Teatro delle Spiagge, em Florença, receberá entre os dias 27 e 31 de janeiro a peça "Revolta do Gueto de Varsóvia", baseada na ópera de Marek Edelmean. A apresentação poderá ser assistida de forma online nas redes sociais do teatro italiano.   

Já nesta sexta-feira (29), os palcos do Teatro dell'Opera di Roma receberá a estreia mundial de "Pandora", da coreógrafa Simone Valastro. O evento poderá ser acompanhado gratuitamente ao vivo via streaming.   

Segundo dados oficiais, só em Auschwitz, mais de um milhão de pessoas foram assassinadas em menos de cinco anos. A construção ocupava uma área de quase 200 hectares e foi construído pelos alemães durante a Segunda Guerra Mundial como uma forma de dar uma "solução final" aos judeus na Europa.   

No território da construção, em 1947, foi erguido um museu memorial e, em 1979, Auschwitz-Birkenau foi incluído na lista de locais de memória dos sítios de patrimônio da Unesco.   

Em novembro de 2005, a Assembleia Geral das Nações Unidas escolheu o dia da libertação do campo de concentração como o Dia Mundial para lembrar todas as vítimas do Holocausto. (ANSA).   

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.