PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Silvio Berlusconi é internado novamente para tratar sequelas pós-covid

O ex-premiê da Itália Silvio Berlusconi voltou a ser internado na Itália - Tiziana Fabi/AFP
O ex-premiê da Itália Silvio Berlusconi voltou a ser internado na Itália Imagem: Tiziana Fabi/AFP

Da Ansa, em Roma

11/05/2021 09h14Atualizada em 11/05/2021 09h17

O ex-premiê italiano Silvio Berlusconi foi internado novamente no hospital San Raffaele, de Milão, nesta terça-feira (11) para prosseguir com o tratamento para curar sequelas pós-covid, informam fontes parlamentares.

Essa é a quinta vez que o presidente do Força Itália (FI) é internado em 2021, sendo a última entre os dias 6 de abril e 1º de maio e que também foi justificada por problemas respiratórios agravados pelo coronavírus Sars-CoV-2.

Antes disso, o ex-primeiro-ministro de 84 anos havia sido internado em janeiro, em um hospital de Mônaco, por conta de uma arritmia cardíaca; em fevereiro, no San Raffaele, por causa de uma queda; e em março, também em Milão, por "problemas de saúde" não especificados.

Berlusconi contraiu o novo coronavírus em 3 de setembro de 2020 e ficou internado até o dia 14 daquele mês. Durante o período, o político afirmou que enfrentou uma dura batalha contra o vírus.

No entanto, as internações ocorrem em um momento que processos contra ele estão em sua fase final. Em janeiro e março, as hospitalizações coincidiram com audiências do processo "Ruby ter", em que o italiano é acusado de corrupção em atos judiciários. No fim de abril, o Tribunal de Milão chegou a suspender o processo pela sétima vez por conta da saúde de Berlusconi.

A próxima sessão está marcada para o dia 19 de maio — daqui a oito dias — e os juízes chegaram a dizer, na última audiência, que iriam solicitar uma perícia médica caso fosse solicitado um novo adiamento.

Em Siena, que também julga o caso "Ruby ter", o processo está na fase final, mas a audiência de divulgação da sentença foi adiada por três vezes por conta das internações de Berlusconi.

Internacional