PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Menino sobrevivente de queda de teleférico na Itália recebe alta; 14 morreram

Teleférico caiu na cidade de Stresa, na região do Piemonte, na Itália e deixou 14 mortos - Handout / Vigili del Fuoco / AFP
Teleférico caiu na cidade de Stresa, na região do Piemonte, na Itália e deixou 14 mortos Imagem: Handout / Vigili del Fuoco / AFP

Da Ansa, em Turim

10/06/2021 07h47Atualizada em 10/06/2021 09h31

O menino Eitan, único sobrevivente da queda de um teleférico no norte da Itália em 23 de maio, recebeu alta do hospital nesta quinta-feira (10), após passar quase 20 dias internado.

Eitan deixou o Hospital Regina Margherita, em Turim, de ambulância e voltou para sua casa, em Pavia, a 160 quilômetros de distância, ao lado de uma tia. Ele terá acompanhamento médico e psicológico para se recuperar do trauma do acidente.

O menino de cinco anos teve sua família dizimada pela queda do teleférico de Stresa-Mottarone, na qual perdeu seus pais, Amit Biran e Tal Peleg; seu irmão mais novo, Tom, de dois anos; e seus bisavós maternos, Itshak Cohen e Barbara Konisky.

A família é de origem israelense, mas vivia na Itália havia vários anos, e a guarda de Eitan deve ficar com sua tia Aya. A tragédia aconteceu no dia 23 de maio, quando o cabo de tração do teleférico se rompeu e fez a cabine recuar em alta velocidade até se chocar contra um pilar.

Em seguida, ela caiu de uma altura de 20 metros e deslizou montanha abaixo até parar em um bosque. Três responsáveis pelo teleférico chegaram a ser presos preventivamente, mas dois deles, Enrico Perocchi e Luigi Nerini, foram soltos pouco depois, enquanto o terceiro, Gabriele Tadini, foi colocado em detenção domiciliar.

Já se sabe que um sistema que impedia o acionamento dos freios de emergência tinha sido deixado no teleférico de propósito para evitar seu fechamento devido a problemas técnicos. No entanto, os investigadores ainda tentam descobrir o que causou o rompimento do cabo de tração.

Internacional