PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
2 meses

Ciro Nogueira aceita convite de Bolsonaro para Casa Civil

27/07/2021 14h40

SÃO PAULO, 27 JUL (ANSA) - O senador Ciro Nogueira (PP-P) confirmou nesta terça-feira (27) que aceitou o convite do presidente Jair Bolsonaro para comandar a Casa Civil e será o substituto do general Luiz Eduardo Ramos, atual ministro da pasta.   


"Acabo de aceitar o honroso convite para assumir a chefia da Casa Civil, feito pelo presidente Jair Bolsonaro. Peço a proteção de Deus para cumprir esse desafio da melhor forma que eu puder, com empenho e dedicação em busca do equilíbrio e dos avanços de que nosso país necessita", escreveu Nogueira nas suas redes sociais.   


O anúncio foi feito após uma reunião entre os dois nesta manhã, no Palácio do Planalto. O senador posou para fotos ao lado de Bolsonaro, do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e dos ministros Luiz Eduardo Ramos (atual titular da Casa Civil), Flávia Arruda (Secretaria de Governo) e Fábio Faria (Comunicações).   


Em outra publicação, Nogueira disse estar feliz em "fazer parte desse grande time de ministros", além de ressaltar que espera ter o apoio de Lira, a quem classificou como um "querido amigo".   


A troca de comando do Ministério já havia sido antecipada pelo presidente, em uma manobra para tentar dar mais espaço ao chamado "centrão" dentro do governo. A estratégia visa fortalecer a administração de Bolsonaro no Senado, onde tem perdido apoio com o avanço da CPI da Covid.   


Com a nova mudança, Ramos será transferido para a Secretaria-Geral da Presidência, pasta atualmente ocupada por Onyx Lorenzoni, que, por sua vez, deve ocupar a liderança do novo Ministério do Emprego e Previdência Social.   


"Seja bem-vindo, Ciro Nogueira, ao time Jair Bolsonaro. Desejo muito sucesso na Casa Civil. Agradeço aos servidores que estiveram comigo nessa jornada e sigo em nova missão determinada pelo PR [Presidente da República] na Secretaria-Geral. Tenham certeza que mais uma vez darei o meu melhor em defesa do Brasil", escreveu Ramos no Twitter.   


Bolsonaro, por sua vez, ainda não comentou a novidade em suas redes sociais. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.