PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

UE sanciona primeira-dama e vice-presidente da Nicarágua

02/08/2021 09h36

BRUXELAS, 2 AGO (ANSA) - O Conselho da União Europeia anunciou nesta segunda-feira (2) sanções contra a vice-presidente e primeira-dama da Nicarágua, Rosario Murillo, e outras sete pessoas por "graves violações contra os direitos humanos" no país.   

Segundo o gabinete do alto representante da UE para Política Externa, Josep Borrell, as medidas foram pensadas para "não prejudicar o povo e a economia nicaraguenses". Ao todo, Bruxelas já sancionou 14 pessoas ligadas ao regime de Daniel Ortega desde 2019.   

Os indivíduos punidos estão sujeitos ao congelamento de eventuais bens no território da UE e também ficam proibidos de realizar transações financeiras com cidadãos e empresas do bloco. Além disso, estão impedidos de transitar pela União Europeia.   

Segundo Bruxelas, a "situação política na Nicarágua se deteriorou nos últimos meses", com "uso político do sistema judiciário, exclusão de candidatos das eleições e suspensão arbitrária de partidos da oposição".   

As próximas eleições na Nicarágua estão marcadas para o início de novembro, mas o governo do presidente sandinista Daniel Ortega, no poder desde 2007, prendeu pré-candidatos de oposição que poderiam desafiá-lo nas urnas.   

"Essas ações minam ainda mais a credibilidade do processo eleitoral", diz a UE. (ANSA).   

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.