PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Curda é 1ª vítima identificada de tragédia no Canal da Mancha

GoodwinsSOS
Imagem: GoodwinsSOS

27/11/2021 15h41

Uma mulher iraquiana de 24 anos de idade é a primeira vítima identificada do naufrágio que matou 27 pessoas no Canal da Mancha, entre França e Reino Unido, na última quarta-feira (24).

De acordo com a BBC, ela se chamava Maryam Nuri Mohamed Amin e era de etnia curda. Seu plano era fazer a travessia para se juntar ao noivo, que vive no Reino Unido e não sabia da viagem.

Ainda segundo a rede britânica, Maryam havia tentado entrar legalmente em território britânico duas vezes, mas sem sucesso.

Ao todo, a tragédia matou 17 homens, sete mulheres - uma delas grávida - e três crianças. O grupo viajava em um bote inflável do mesmo tipo que é usado por deslocados internacionais na travessia do Mediterrâneo.

Apenas dois migrantes sobreviveram, um iraquiano e um somali. O naufrágio elevou a tensão entre França e Reino Unido, que trocaram acusações sobre a responsabilidade pela tragédia.