PUBLICIDADE
Topo

CNN suspende âncora Chris Cuomo por tempo indeterminado

01/12/2021 12h47

NOVA YORK, 1 DEZ (ANSA) - A emissora norte-americana "CNN" informou na última terça-feira (30) que suspendeu por tempo indeterminado o popular âncora Chris Cuomo, que teria ajudado seu irmão e ex-governador de Nova York, Andrew, a se defender de uma série de denúncias de assédio sexual.

De acordo com os documentos divulgados pela Procuradoria Geral de Nova York, que inclui mensagens de texto e transcrições, Chris Cuomo usou suas conexões na imprensa para auxiliar o irmão no caso, conforme as denúncias contra Andrew começaram a ser veiculadas.

"Os documentos, dos quais não tínhamos conhecimento antes de sua divulgação pública, levantam sérias questões. Eles mostram que Chris teve um maior grau de envolvimento e, consequentemente, decidimos suspendê-lo por tempo indeterminado, mas estamos aguardando novas avaliações", informou um porta-voz da emissora norte-americana.

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump aproveitou a ocasião para comemorar a suspensão de Chris.

"Ótimas notícias para os telespectadores, eles suspenderam Chris Cuomo! A verdadeira questão é se eles fizeram isso por causa da baixa audiência ou porque seu irmão não é mais governador.

Provavelmente pelos dois motivos", disse Trump.

Em agosto, Andrew renunciou ao cargo de governador de Nova York em meio às denúncias de assédio sexual de ex-funcionárias. Em seu pronunciamento, o democrata afirmou na televisão que é inocente, mas pediu desculpas a quem se sentiu "ofendido".

A investigação, que começou em março, teve seu início após duas ex-assessoras acusarem Cuomo de assédio em viagens oficiais e dentro do Gabinete do governo. A procuradora Letitia James destacou que o democrata também criou um clima de medo e intimidação.

Cuomo assumiu a função em janeiro de 2011 e teve bastante popularidade em seus mandatos. No início da pandemia do novo coronavírus, era considerado um dos melhores do país na gestão, mesmo com o estado sendo o primeiro epicentro da doença.

Após a renúncia de Cuomo, a vice-governadora Kathy Hochul se tornou a primeira mulher a liderar o estado norte-americano em toda a história. (ANSA).

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.