PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Governador diz que é 'tarde demais' para evacuar Severodonetsk

24/05/2022 14h36

ROMA, 24 MAI (ANSA) - O governador de Lugansk, Sergiy Gaidai, disse nesta terça-feira (24) que "é tarde demais" para evacuar os milhares de civis de Severodonetsk, cidade ao leste da Ucrânia, sitiada pelo exército russo.   

"Neste momento não direi mais saía, evacue. Agora direi: fique em um abrigo porque tamanha densidade de bombardeios não nos permitirá ir buscar as pessoas", disse ele em mensagem divulgada no Telegram.   

Segundo as autoridades ucranianas, acredita-se que pelo menos 15 mil moradores ainda estejam na cidade, escondidos em abrigos.   

"As forças russas concentraram seus esforços na operação ofensiva para cercar Lysychansk e Severodonetsk. Agora, com o apoio da artilharia, estão realizando operações de assalto na direção de Toshkivka e Ustynivka, perto de Lysychansk", acrescentou Gaidai.   

De acordo com o exército ucraniano, Severodonetsk está cercado por três lados por forças russas que tentaram completar o cerco ao redor da cidade. As unidades militares de Moscou, inclusive, tentaram cortar as linhas de abastecimento do município, tentando controlar as principais estradas a oeste.   

Hoje, militares russos atacaram áreas civis, incluindo prédios residenciais, em Severodonetsk, provocando a morte de pelo menos quatro pessoas.   

O governador de Lugansk informou que a Rússia enviou até 12,5 mil soldados para a batalha e que Severodonetsk estava sendo "destruída por aeronaves e todas as armas disponíveis".   

Assim como Lisichansk, cidade vizinha separada pelo rio Severski Donets, Severodonetsk é um dos últimos grandes redutos urbanos sob domínio ucraniano em Luhansk.   

Em comunicado, o Estado-Maior Geral das Forças Armadas da Ucrânia, citado pela agência Ukrinform, relatou que o exército da Rússia tenta romper as defesas das tropas ucranianas para chegar às fronteiras administrativas da região de Luhansk.   

"Na direção de Donetsk, o inimigo continua realizando operações ofensivas ativas, tentando romper as defesas de nossas tropas e alcançar as fronteiras administrativas da região de Lugansk", diz o texto, lembrando que, até agora, foram registrados ataques aéreos à infraestrutura civil em Kramatorsk, Lyman e Slovyansk.   

Um relatório da inteligência britânica disse que o governo de Vladimir Putin está intensificando suas operações no distrito de Donbass, no leste da Ucrânia.   

Segundo os dados, o objetivo das forças russas seria cercar Severodonetsk, Lyscgansk e Rubizhne, a fim de completar a ocupação de toda a província de Lugansk. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.