PUBLICIDADE
Topo

Guerra da Rússia-Ucrânia

Notícias do conflito entre Rússia e Ucrânia


Conteúdo publicado há
1 mês

Rússia não desistiu de conquistar Kiev, diz prefeito

Prédio foi atingido em ataque na capital ucraniana, Kiev, em 28 de abril - 28.abr.2022 - Reprodução/Facebook/MNS.GOV.UA
Prédio foi atingido em ataque na capital ucraniana, Kiev, em 28 de abril Imagem: 28.abr.2022 - Reprodução/Facebook/MNS.GOV.UA

26/05/2022 11h38

O prefeito de Kiev, Vitali Klitschko, discursou nesta quinta-feira (26) no Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça, e afirmou que a Rússia não desistiu de conquistar a capital da Ucrânia.

"A Rússia ainda espera tomar o controle de Kiev", declarou o mandatário, acrescentando que a prioridade de Moscou é "ocupar o país inteiro". "O objetivo principal ainda é a capital da Ucrânia, o coração do país", disse.

As tropas russas fizeram uma tentativa de tomar Kiev logo no início da invasão, porém recuaram diante da resistência ucraniana e passaram a se concentrar na conquista do Donbass e do sul do país.

"Moscou não aceita que façamos parte da Europa. Quer ocupar a Ucrânia, e acho que não vai parar na fronteira. Não estamos defendendo apenas a Ucrânia, mas todos vocês, porque temos os mesmos valores", reiterou Klitschko.

Atualmente, o principal palco da guerra é a cidade de Severodonetsk, uma das mais importantes da província de Lugansk, que abriga conflitos separatistas desde 2014.

"Cerca de 90% das habitações de Severodonetsk foram danificadas pelos bombardeios", disse o chefe da administração municipal, Oleksandr Stryuk.