Baggio é ferido em assalto durante jogo da Itália na Eurocopa

VENEZIA, 21 JUN (ANSA) - O ex-atacante italiano Roberto Baggio, que perdeu o último pênalti na disputa entre Brasil e Itália na final da Copa do Mundo de 1994, ficou ferido na última quinta-feira (20) depois de ser atacado por criminosos durante um assalto em sua casa no interior de Vicenza, na região do Vêneto, enquanto assistia à partida de futebol entre Itália e Espanha pelo Eurocopa 2024 com sua família.   

A informação foi divulgada pela imprensa local nesta sexta-feira (21) e revela que um dos cinco bandidos que invadiram a residência teria atingido Baggio na cabeça com a coronha de uma arma após o ex-craque tentar detê-los.   

Por causa da reação, os criminosos trancaram o ex-vencedor da Bola de Ouro e sua família em um quarto e prosseguiram com o roubo, segundo os relatos.   

Depois que a gangue fugiu, Baggio, de 57 anos, arrombou a porta do cômodo e chamou os carabineiros.   

O ex-jogador vive há cerca de 15 anos em uma villa numa colina perto da cidade de Altavilla Vicentina com a sua esposa, Andreina, e três filhos. A moradia é isolada e encontra-se no centro de um amplo lote de campo e mata.   

"Em primeiro lugar, minha família e eu gostaríamos de agradecer a todos pelo grande amor que recebemos", afirmou o ex-jogador da seleção italiana à ANSA, por meio de seu empresário, Vittorio Petrone. "Em circunstâncias semelhantes, tudo pode acontecer e felizmente a violência que sofri só gerou alguns pontos na minha pessoa, hematomas e muito medo", continuou.   

As autoridades italianas abriram uma investigação para apurar o crime e fizeram uma inspeção na residência ao lado de Baggio.   

O ex-atacante foi atendido durante a noite no pronto-socorro de Arzignano (Vicenza), cidade não muito longe de Altavilla Vicentina.   

Segundo apuração da ANSA, os médicos deram-lhe alguns pontos na cabeça devido à pancada que sofreu de um dos bandidos. Depois de receber alta, Baggio prestou depoimento.   

Continua após a publicidade

O governador do Vêneto, Luca Zaia, expressou "proximidade e solidariedade a Roberto Baggio e sua família" e disse ter certeza de que pode "enviar-lhe o abraço de todos os venezianos que ele fez sonhar com sua habilidade incomparável na grama dos campos internacionais".   

"Que o campeão simbólico do nosso futebol e da nossa região, uma pessoa que sentimos próxima e amiga, possa em breve se recuperar juntamente com a sua família", concluiu Zaia.   

Eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa em 1993, Baggio vestiu as camisas de Fiorentina, Juventus, Milan e Inter de Milão, além de ter jogado pela seleção italiana entre 1988 e 2004. Ao todo, ele marcou 27 gols em 67 jogos pela Azzurra.   

(ANSA).   

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.

Deixe seu comentário

Só para assinantes