Cebri lança 2ª edição de curso sobre diplomacia brasileira

SÃO PAULO, 11 JUL (ANSA) - O Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri) lançou a segunda edição de um curso sobre a história da diplomacia brasileira para analisar a relação do país com nações, regiões e temas estratégicos no âmbito de fóruns globais, como o G20, o Brics e a COP30.   

O curso "História da Diplomacia Brasileira ? passado, presente e futuro da política externa" é coordenado pelo embaixador Rubens Ricupero, conselheiro emérito do Cebri e autor do best seller "A diplomacia na construção do Brasil - 1750-2016", que terá uma edição atualizada ainda neste ano.   

A iniciativa será realizada entre os dias 15 de julho e 19 de agosto e é composta por 11 aulas online reunindo especialistas e diplomatas de carreira. Entre os palestrantes estão Izabella Teixeira, ex-ministra do Meio Ambiente, os embaixadores Antonio Patriota, Luiz Augusto de Castro Neves e Antonio Augusto Martins Cesar, além de pesquisadores e professores universitários.   

Diante do protagonismo do Brasil durante a presidência do G20, neste ano, e da Cúpula dos Brics e da COP30, em 2025, o curso tem como objetivo debater as relações com outros países, como os Estados Unidos e a China, regiões ou continentes, como América Latina, África e Ásia, além de temas estratégicos, incluindo a crise climática e a segurança internacional.   

Os participantes também terão acesso a todas as aulas gravadas na primeira edição do curso, que abrange o passado da diplomacia brasileira e inclui conversas com os ex-presidentes da República Fernando Collor, Fernando Henrique Cardoso, Dilma Rousseff e Michel Temer; com ex-chanceleres, entre eles Celso Lafer, Celso Amorim e Antonio Patriota, e embaixadores como Ricupero, Marcos Azambuja e André Corrêa do Lago, entre outros. "Poucos países no mundo devem tanto à diplomacia como o Brasil: aumento do território em dois terços, 150 anos de paz com 10 vizinhos, prestígio devido ao soft power, membro do G20 e do Brics, uma das maiores economias do mundo, potência ambiental e alimentar", afirmou Julia Dias Leite, CEO do Cebri. (ANSA).   

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.

Deixe seu comentário

Só para assinantes