Conheça os principais roubos de obras de arte

&& Cinco importantes quadros do Museu de Arte Moderna de Paris, entre eles obras de Picasso, Matisse e Modigliani, foram furtados na madrugada desta quinta-feira.

De acordo com o museu, as obras estão avaliadas em cerca de 100 milhões de euros (cerca de R$ 227,3 milhões), valor menor do que o anteriormente divulgado pelas autoridades parisienses, que afirmaram que os quadros poderiam valer 500 milhões de euros.

Conheça alguns dos principais roubos de obras de arte do último século: - Agosto de 1911 - A Mona Lisa, de Leonardo da Vinci, um dos quadros mais famosos do mundo, foi levada do Museu do Louvre, em Paris, por um empregado, que saiu com a obra escondida debaixo de seu casaco. O quadro foi recuperado dois anos depois, quando o autor do roubo foi preso ao tentar vendê-lo para os diretores da Galeria Uffizi, em Florença.

- Setembro de 1972 - Ladrões armados levaram 18 quadros do Museu de Belas Artes de Montreal, incluindo um quadro raro de Rembrandt, cujo valor foi estimado na época em US$ 1 milhão. As obras nunca foram recuperadas.

- Maio de 1986 - Dezoito pinturas, entre elas Senhora Escrevendo Cartas com Criada, de Johannes Vermeer, foram levadas da Russborough House, na Irlanda. O valor total das obras foi estimado em US$ 40 milhões. Várias das obras, inclusive o quadro de Vermeer, foram recuperadas.

- Dezembro de 1988 - Três quadros de Vincent Van Gogh com um valor estimado em até US$ 90 milhões foram levados do museu Kroeller-Mueller, na Holanda. As pinturas foram posteriormente recuperadas.

- Março de 1990 - Ladrões levaram 13 obras do Museu Isabella Stewart Gardner, em Boston, nos Estados Unidos, com um valor total estimado em US$ 500 milhões na época. Entre as obras roubadas e nunca recuperadas, estavam quadros de Vermeer, Rembrandt, Édouard Manet e Edgar Degas.

- Abril de 1991 - Vinte quadros com um valor total estimado em US$ 500 milhões foram levados do Museu Van Gogh, em Amsterdã. As obras foram encontradas pouco tempo depois em um carro abandonado.

- Novembro de 1993 - Oito quadros, incluindo pinturas de Pablo Picasso, com um valor estimado em US$ 60 milhões, foram roubados do Museu de Arte Moderna de Estocolmo, na Suécia. Algumas das obras roubadas foram recuperadas.

- Outubro de 1994 - Sete quadros de Picasso foram roubados de uma galeria em Zurique, na Suíça, e foram recuperados em 2000. O valor total das obras foi estimado em US$ 44 milhões.

- Dezembro de 2002 - Dois quadros de Van Gogh foram roubados do Museu Van Gogh, em Amsterdã, por ladrões que invadiram o local pelo telhado. As obras, com valor estimado em US$ 30 milhões, não foram recuperadas, apesar de os ladrões terem sido presos e condenados.

- Agosto de 2003 - O quadro Virgem do Fuso, de Leonardo da Vinci, com um valor estimado em US$ 53 milhões, foi roubado do castelo de Drumlanrig, na Escócia, por dois visitantes. A obra foi recuperada em 2007.

- Agosto de 2004 - Em plena luz do dia, os quadros Madonna e O Grito, de Edvard Munch, foram roubados do museu Munch, em Oslo, capital da Noruega, por três homens. Uma outra versão de O Grito já havia sido roubada em 1994. Os quadros foram recuperados em agosto de 2006 - Fevereiro de 2006 - Quatro homens armados invadiram o museu Chácara do Céu, em Santa Tereza, no Rio de Janeiro, e levaram as obras Os Dois Balcões, de Salvador Dalí, A Dança, de Picasso, Marine, de Claude Monet, e Jardim de Luxemburgo, de Henri Matisse. O valor das obras foi estimado em US$ 50 milhões.

- Fevereiro de 2007 - Dois quadros de Picasso com valor total estimado em US$ 66 milhões - Maya com Boneca e Retrato de uma Mulher, Jacqueline - foram levados da casa da neta do pintor, em Paris. As pinturas foram recuperadas em agosto de 2007, quando os ladrões tentavam vendê-las.

- Dezembro de 2007 - Ladrões levaram do Museu de Arte de São Paulo (Masp) duas das mais importantes obras do acervo: Retrato de Suzanne Bloch, de Picasso, com valor estimado em US$ 50 milhões, e O lavrador de café, de Cândido Portinari, com valor de US$ 5,5 milhões. Os quadros foram encontrados em janeiro em uma casa na Grande São Paulo.

- Junho de 2008 - Quatro quadros foram roubados da Estação Pinacoteca do Estado, no centro de São Paulo. As obras levadas - duas gravuras de Picasso, um óleo sobre tela de Di Cavalcanti e um guache sobre cartão de Lasar Segall - foram avaliadas na época em R$ 1 milhão.

- Fevereiro de 2008 - Ladrões armados levaram quatro quadros de Paul Cézanne, Degas, Van Gogh e Monet, avaliados em US$ 163 milhões, do museu privado Coleção E.G. Buehrle, em Zurique,a na Suíça. As pinturas de Monet e de Van Gogh foram recuperadas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos