'Novatos' do time titular viram peças-chave de Dunga

Michel Bastos e Elano, que no fim de semana treinaram pela primeira vez juntos com os titulares da seleção, já se tornaram peças importantes nas jogadas de bola parada da equipe.

Como já acontecera no domingo, os dois bateram todas as faltas da equipe titular no treino realizado nesta segunda-feira em Johanesburgo. No domingo, Elano e Michel Bastos treinaram cobranças com chutes direto ao gol.

Nesta segunda-feira, os dois jogadores bateram faltas nas pontas, levantando a bola na área, para finalização dos atacantes. Michel Bastos também cobrou os escanteios do time titular pela ponta esquerda.

O técnico Dunga realizou um coletivo de 30 minutos entre titulares e reservas, com muitas interrupções e repetições de cobranças de faltas. Uma das novidades do treino foi Doni, que começou jogando entre os reservas, no lugar de Gomes.

Zero a zero Como no domingo, o coletivo terminou sem gols com a bola rolando. Titulares e reservas ainda não marcaram gols com bola rolando nos cerca de 75 minutos de coletivos que já foram jogados desde a chegada da seleção à África do Sul.

Os únicos dois gols até agora - de Elano e Michel Bastos, no domingo - foram marcados em cobranças de falta que Dunga mandou repetir durante os treinos.

Nesta segunda-feira, Lúcio acertou a trave, após receber a bola em uma cobrança de falta de Michel Bastos. Elano, um dos jogadores que melhor se movimentou durante o treino, também acertou a trave, após invadir a área.

A principal jogada ensaiada nesta segunda foi o cruzamento. Primeiro, Dunga separou titulares e reservas, e cada time treinou o fundamento. Em seguida, durante o jogo entre os dois times, a partida foi parada várias vezes para o treino de cruzamentos.

Jogadas ensaiadas Tanto em faltas na ponta direita como na esquerda, Elano e Michel Bastos foram os cobradores oficiais.

Nas jogadas ensaiadas, todos os jogadores de linha foram para a área adversária, com exceção de Maicon e Felipe Melo, que ficaram na defesa, e Robinho, que se posicionou para receber o rebote.

Nos escanteios pela esquerda, Maicon e Elano ficaram na defesa e Gilberto Silva se posicionou para rebote fora da área. A defesa titular do Brasil trabalhou pouco no coletivo.

Kaká começou a partida com atuação apagada, de toques curtos e buscando pouco a bola. No final, no entanto, o jogador arriscou-se mais no ataque.

No último lance do coletivo, Kaká recebeu a bola no meio do campo e avançou rapidamente em direção ao gol, mas foi derrubado com um carrinho por trás de Daniel Alves. O jogador levantou-se e deu um forte abraço no lateral do Barcelona, e Dunga encerrou o coletivo.

O time principal foi o mesmo de domingo: Julio César; Maicon, Lúcio, Juan e Michel Bastos; Felipe Mello, Gilberto Silva, Elano e Kaká; Robinho e Luís Fabiano.

Os reservas começaram com Doni (depois, Gomes); Daniel Alves, Luisão, Thiago Silva e Gilberto; Josué, Kleberson, Ramires e Julio Baptista; Nilmar e Grafite.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos