Favorita, Espanha estreia contra Suíça e fecha primeira rodada

A Espanha, considerada uma das favoritas para vencer a Copa da África do Sul, estreia no Mundial contra a Suíça nesta quarta-feira no encerramento da primeira rodada do torneio.

A partida pelo grupo H acontece às 16 horas (horário local, 11h de Brasília) na cidade de Durban.

Vice-líder do ranking da Fifa, atrás do Brasil, a Espanha é a atual campeã europeia de seleções, classificou-se sem dificuldades para a Copa do Mundo e é apontada como uma das maiores promessas de futebol atraente.

Mas o país luta contra um retrospecto ruim em Copas, nunca tendo avançado além das quartas-de-final depois que conquistou o quarto lugar no Mundial de 1950, sua melhor colocação.

Além disso, o time do técnico Vicente del Bosque tem jogadores importantes que se recuperam de contusões, como Fernando Torres, Iniesta e Fabregas.

El Loco A Suíça também tem desfalques importantes, como o experiente capitão Alex Frei e o meia Valon Behrami, do West Ham.

Antes de Espanha e Suíça, Chile e Honduras fazem o outro jogo do grupo H, às 13h30 (hora local, 8h30 de Brasília) em Nelspruit.

Esta será a segunda participação de Honduras em um Mundial, tendo jogado a Copa de 1982 sem conseguir nenhuma vitória.

O Chile é comandado pelo argentino Marcelo Bielsa, apelidado de El Loco, por favorecer um futebol ofensivo. A equipe classificou-se em segundo nas eliminatórias, atrás do Brasil.

Historicamente, seu melhor desempenho em Copas foi a eliminação nas quartas-de-final no Mundial de 1962, disputado em casa.

Falta de gols Ao se aproximar do fim de sua primeira rodada, a Copa 2010 parece marcada por placares magros. Foram marcados apenas 23 gols em 14 jogos, média de 1,64.

A Copa da Alemanha teve média de 2,30 gols.

O único time que marcou mais de dois gols foi a Alemanha, na vitória de 4 a 0 sobre a Austrália. Holanda, Coreia do Sul e Brasil conseguiram marcar dois tentos em suas partidas.

Uma das explicações cogitadas para a falta de pontaria dos jogadores é a bola oficial da Copa, batizada de Jabulani, alegação rejeitada pelo fabricante.

Além da falta de goleadas, outra característica do primeiro Mundial africano é o som das vuvuzelas.

A Fifa disse que vai estudar proibir a corneta, considerada pela torcida local uma legítima expressão de sua cultura, mas criticada por diversas delegações internacionais como sendo muito barulhenta.

A última partida desta quarta-feira abre a segunda rodada. A anfitriã África do Sul enfrenta o Uruguai às 20h30 (15h30 de Brasília) em Pretória.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos