Espanha derrota a Holanda e conquista o 1º mundial

A Espanha conquistou o primeiro título mundial de sua história neste domingo, ao derrotar a Holanda por 1 a 0, gol de Andrés Iniesta na prorrogação, no estádio Soccer City, em Johanesburgo.

A final da Copa do Mundo da África do Sul foi marcada por muitas faltas, principalmente dos holandeses.

Apesar de algumas entradas muito duras, o juiz britânico Howard Webb preferiu não deu nenhum cartão vermelho, mas distribuiu nada menos que 13 cartões amarelos.

Dois deles para Heitinga, que acabou expulso na prorrogação.

Na maior parte do primeiro tempo, a bola foi disputada no meio de campo.

A Espanha chegou algumas vezes, de cabeça com Sérgio Ramos e com um chute de primeira de David Villa, que bateu na rede pelo lado de fora.

Com quase meia hora, Nigel de Jong deu muita sorte ao ficar em campo depois de ter dado uma entrada de sola que mais pareceu um golpe de caratê no peito de Xabi Alonso.

Segundo tempo No fim da primeira etapa, a Holanda quase marcou: Robben recebeu a bola livre pela direita e bateu colocado, mas o goleiro Iker Casillas espalmou para fora.

A Espanha voltou para o segundo tempo parecendo disposta a abrir o placar. E quase conseguiu em escanteio cobrado por Xavi e desperdiçado pelo lateral Capdevila.

Mas a Holanda também voltou mais agressiva e só não marcou com Robben, porque Casillas fez uma defesa milagrosa com o pé, depois de ter ficado cara a cara com o atacante holandês na entrada da pequena área.

Apesar de ter criado algumas boas oportunidades a Espanha não conseguiu marcar, e o jogo foi para a prorrogação.

Com a Espanha ainda mais ofensiva depois da substituição de Xabi Alonso por Cesc Fabregas, o jogo finalmente ganhou emoção e se concentrou nas imediações da área holandesa.

Fabregas quase marcou aos cinco minutos, Iniesta e Jesus Nava pouco depois, mas a Holanda também assustava nos contra-ataques.

Faltando menos de cinco minutos para os pênaltis, Iniesta marcou o gol do título.

Os espanhóis venceram com: Casillas; Sérgio Ramos, Puyol, Piqué, Capdevila; Iniesta, Xavi, Xabi Alonso (Cesc Fabregas) e Busquets; Pedro (Jesus Navas) e Villa (Torres).

A Holanda jogou com: Stekelenburg; Van der Wiel, Heitinga, Mathijsen e Van Bronckhorst (Braafheid); Van Bommel, Kuyt (Elia), De Jong (Rafael van der Vaart) e Van Persie; Sneijder e Robben.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos