Espanha vence a Holanda e conquista a sua primeira Copa

A Espanha derrotou a Holanda na prorrogação e conquistou neste domingo o seu primeiro título mundial, na África do Sul. A partida terminou empatada em 0 a 0 no tempo regulamentar. A quatro minutos do final da prorrogação, o meia Andrés Iniesta marcou o gol do título.

A partida foi tensa, marcada por muitas faltas, algumas delas violentas. No total 15 cartões amarelos foram mostrados pelo árbitro inglês Howard Webb, dez deles para jogadores da Holanda. Na prorrogação, o zagueiro holandês Heitinga recebeu o segundo cartão amarelo e foi o único expulso no jogo.

Ao contrário de outras partidas ao longo da Copa, a Espanha não conseguiu dominar seu adversário durante todo o jogo. O técnico espanhol, Vicente del Bosque, disse que sua seleção não conseguiu jogar tão bem devido à boa marcação holandesa.

A Espanha foi superior na posse de bola, mas ao longo da partida as duas seleções oportunidades iguais de marcarem gols. A Holanda chamou atenção pelo jogo truculento. Além dos dez cartões amarelos - um recorde nesta Copa - a equipe cometeu 28 faltas, nove a mais do que seus rivais.

O jogo Logo aos cinco minutos do primeiro tempo, o goleiro holandês Maarten Stekelenburg fez uma bela defesa, em uma cabeçada forte de Sérgio Ramos. Na sequência, Piqué e Villa desperdiçaram outras duas chances.

Depois das oportunidades iniciais, o jogo começou a ficar violento, com distribuição de muitos cartões. Só no primeiro tempo, foram cinco, para Van Persie, Van Bommel e De Jong, da Holanda; e Puyol e Sérgio Ramos, da Espanha.

A falta mais violenta foi de Nigel De Jong, que acertou um chute com a sola do pé no peito de Xabi Alonso, mas tomou apenas o cartão amarelo.

Próximo do final do primeiro tempo, a Holanda teve uma chance clara de gol com Mathijsen, em cobrança de escanteio, mas o zagueiro chutou para fora. Em seguida, o goleiro Iker Casillas defendeu um chute do atacante holandês Robben.

No segundo tempo, o jogo tenso e fechado do primeiro tempo mudou. As duas equipes se abriram mais, gerando boas oportunidades para os dois lados. A mais incrível foi aos 17 minutos do segundo tempo, quando Robben recebeu a bola livre de marcação e ficou cara a cara com Casillas. O goleiro espanhol defendeu a bola com os pés.

A Espanha teve mais oportunidades de marcar, mas a Holanda chegou mais perto. Aos 37 minutos do segundo tempo, Robben novamente esteve na cara do gol, mas deu tempo para o zagueiro Puyol se recuperar e tirar a bola.

Na prorrogação, a Espanha foi superior desde o princípio. Fábregas, que entrou no jogo substituindo Xabi Alonso, e Iniesta tiveram chances claras de marcar. A onze minutos do final da prorrogação, o zagueiro Heitinga fez falta e recebeu o segundo cartão amarelo.

E a quatro minutos do final, quando a Copa parecia que seria decidida nos pênaltis, Fernando Torres e Cesc Fábregas, que começaram a partida no banco, tabelaram, rolando a bola para Iniesta, que marcou o gol do título. Com pouco tempo para o final e um jogador a menos em campo, os holandeses não conseguiram reagir.

Repercussão A Espanha sagrou-se campeã na primeira final que disputou. Já a Holanda, pela terceira vez, é vice, e segue sem conquistar uma Copa do Mundo.

Ao final da partida, o técnico da Holanda reconheceu que o melhor time ganhou a partida. No entanto, Bert van Marwijk reclamou que no lance imediatamente anterior ao gol de Iniesta, o árbitro não marcou um escanteio para a Holanda.

"É muito desanimador chegar tão perto. Nós poderíamos ter ganhado", disse o técnico.

Para o técnico da Espanha, Vicente del Bosque, sua seleção não conseguiu jogar bem por mérito dos holandeses, que souberam marcar bem o seu time. No entanto, ele afirmou que a Espanha foi sempre superior aos holandeses, sobretudo no começo do jogo.

Os espanhóis foi campeã mundial com: Casillas; Sérgio Ramos, Puyol, Piqué, Capdevila; Iniesta, Xavi, Xabi Alonso (Cesc Fabregas) e Busquets; Pedro (Jesus Navas) e Villa (Torres).

A Holanda foi vice-campeã com: Stekelenburg; Van der Wiel, Heitinga, Mathijsen e Van Bronckhorst (Braafheid); Van Bommel, Kuyt (Elia), De Jong (Rafael van der Vaart) e Van Persie; Sneijder e Robben.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos