Holanda e Espanha disputam lugar no clube dos campeões

Holanda e Espanha enfrentam-se neste domingo às 20h30 (15h30 no horário de Brasília) no estádio Soccer City, em Johanesburgo, na final da Copa do Mundo em busca de uma vaga no seleto grupo de campeões mundiais.

Há 12 anos, desde que a França ganhou a Copa em 1998, que uma seleção não entra no "clube dos campeões mundiais", formado também por Uruguai, Itália, Alemanha, Brasil, Inglaterra e Argentina.

Apesar de buscarem ainda o primeiro título em Copa do Mundo, Holanda e Espanha estão entre os países com maior tradição em futebol. A Holanda venceu a Eurocopa de 1988 e já fez duas finais de Copa do Mundo, em 1974 e 1978.

A Espanha é a atual campeã da Europa, tem alguns dos clubes mais famosos do mundo e há décadas possui um campeonato nacional recheado de estrelas internacionais. No entanto, sempre viveu uma espécie de "maldição" em Copas do Mundo, com resultados fracos.

Trajetória As duas seleções chegam à final da Copa do Mundo com trajetórias distintas, mas com muito equilíbrio na fase final da competição. A Holanda é a única seleção com 100% de desempenho até agora.

Foram 12 gols marcados e cinco sofridos em seis vitórias. A equipe só esteve atrás no placar na partida contra o Brasil, pelas quartas de final.

O time tem dois jogadores na lista de finalistas para o prêmio de melhor jogador da Copa: Wesley Sneijder e Arjen Robben, ambos fundamentais nas vitórias holandesas até agora.

A Espanha começou a Copa com uma derrota para a Suíça, mas logo se recuperou e desde então venceu todas as suas partidas. O desempenho é levemente inferior ao holandês, com sete gols marcados e dois sofridos, em cinco vitórias. Os destaques do time são Andres Iniesta, Xavi e David Villa, que disputam o troféu de melhor jogador do torneio.

Em campo, as duas seleções têm alguns traços em comum. Tanto Holanda como Espanha costumam manter a posse de bola por bastante tempo no ataque, tocando ela de um lado para o outro à espera de um erro do adversário para poder chutar em gol.

A Holanda, no entanto, já mostrou, no jogo contra o Brasil, que consegue também jogar sem a posse de bola. Já a Espanha dominou a bola pela maior parte do tempo em todos os seus jogos na Copa, inclusive na derrota para a Suíça.

"Os jogadores que realmente precisam ser marcados são Xavi e Iniesta. Eles são os jogadores que ditam o ritmo e fazem com que a bola chegue para o atacante Villa", afirma o holandês Robben. "Nós temos que impedi-los de jogarem e de ficarem livres. Precisamos marcá-los muito em cima, porque se dermos qualquer espaço teremos problemas." Para o atacante holandês Robin Van Persie, a Espanha precisa ser colocada sob pressão, o que ainda não foi feito nesta Copa. Ainda assim, ele acredita no favoritismo espanhol.

"A Espanha se preocupa muito em manter a posse de bola. Eu acho que temos que colocar pressão neles. Se não fizermos isso, eles dominam a partida e colocamos o destino nas mãos deles." Já os espanhóis acreditam que a Holanda não jogará como os demais adversários, apenas observando a Espanha tocar a bola.

"Eu não acho que eles vão ficar lá atrás apenas se defendendo. Eles têm jogadores em ótima forma. Eles farão a mesma coisa que nós, jogando no seu estilo", disse o goleiro espanhol Iker Casillas.

No lado espanhol, a dúvida é se Fernando Torres jogará. O atacante espanhol era uma das estrelas do time antes da Copa, mas perdeu a posição para Pedro na última partida. Os espanhóis devem jogar com: Casillas, Sérgio Ramos, Puyol, Pique, Capdevila, Iniesta, Xavi, Xabi Alonso, Busquets, Pedro (ou Torres) e Villa.

A Holanda não mudou o time titular ao longo do torneio, exceto devido a lesões e suspensões. A equipe em campo deve ser do número 1 ao 11: Stekelenburg, Van der Wiel, Heitinga, Mathijsen, Van Bronckhorst, Van Bommel, Kuyt, De Jong, Van Persie, Sneijder e Robben.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos