Na Alemanha, sistema de previdência criado por Bismarck é ameaçado

O chanceler da Alemanha Otto von Bismarck criou o primeiro sistema de aposentadoria público nos anos 1880. A idade para se aposentar era 70 anos - e a expectativa era de que provavelmente se viveria apenas alguns anos mais para receber o benefício. Mas em 1916, a Alemanha reduziu a idade para aposentadoria para 65.

O limite permaneceu o mesmo por quase um século, e seria necessário um governo corajoso para aumentar o limite de novo.

"Isso é parte de um sistema político e pagamos por isso, os empregadores, os empregados e o Estado", diz Wolfgang Wipperman, da Universidade Livre de Berlim.

"Eles têm que manter as coisas deste jeito, ou senão haveria uma revolta dos aposentados".

Mas nove entre 10 idosos do mundo não têm aposentadoria. E para muitos destes um-em-cada-10 que o têm, estes são tempos difíceis.

Quedas agudas no valor de portfolios de valores e mudanças demográficas estão forçando governos em dificuldades financeiras a considerar reformas fundamentais.

Bismarck idealizou o sistema em 1881, e ele entrou em vigor no fim daquela década - em um mundo muito diferente do atual.

Idosos hoje vivem mais tempo do que viviam há 50 anos, e governos hoje têm que gastar mais em aposentadorias públicas. O que torna as coisas ainda piores é que não há jovens suficientes para pagar os impostos necessários para garantir essas aposentadorias.

Hoje há quatro alemães trabalhando para pagar a aposentadoria de cada aposentado, mas no momento em que os jovens de hoje se aposentarem, haverá apenas dois.

Jovens na Alemanha estão preocupados por acreditarem que não haverá dinheiro para eles, no momento em que se aposentem.

"O governo nos diz que o sistema de aposentadorias não está funcionando, e que temos que dar nosso próprio jeito para nossa velhice", diz o empresário Guner Zerowsky.

"Há dez anos, eu não estaria sequer pensando niso", diz ele, "Mas as coisas são diferentes hoje".

Sua parceira de negócios Dorothee Booth acha que o governo os desapontou.

"Eles diziam há 20 anos que (o sistema) não funcionaria, então deviam ter feito algo a respeito mais cedo", diz ela.

Muitos enfrentam a perspectiva de ter que trabalhar até a morte.

Mas nem todos estão tão pessimistas quanto ao futuro, entretanto.

"Tantas pessoas deixam o mercado de trabalho, e menos pessoas estão disponíveis para trabalhar em seu lugar, então deve haver condições plenas de trabalho até 2025", diz Ulrika Herrmann, do jornal Tageszeitung.

Cerca de oito milhões de pessoas estão desempregadas na Alemanha, mas muitas não aparecem nas estatísticas, que põem o desemprego em 7%.

A teoria é de que se os desempregados encontrassem trabalho, não teriam mais que receber benefícios, e esse dinheiro poderia ser usado para pagar aposentadorias públicas.

Há muitos que esperam que ela esteja certa, porque o sistema de aposentadoria criado por Bismarck parece estar entrando em colapso.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos