Túnel em armário e rastros de sangue: o último refúgio de "El Chapo" antes da prisão

Se a fuga do narcotraficante Joaquín "El Chapo" Guzmán, líder do poderoso cartel de Sinaloa, de uma prisão de segurança máxima em julho de 2015 constrangeu mundialmente o governo mexicano, sua recaptura em 8 de janeiro deste ano foi um acerto para as autoridades, que não perderam a oportunidade de se vangloriar do feito.

Um grupo de jornalistas, entre eles a correspondente da BBC no México, Katy Watson - teve acesso ao último refúgio do narcotraficante na cidade de Los Mochis, em Sinaloa, no noroeste do México.

A prisão de "El Chapo" ocorreu após um intenso tiroteio entre forças do governo e narcotraficantes. Guzmán tentou escapar por uma passagem secreta, mas acabou preso.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos