Britânicos querem usar DNA para multar donos que não limpam cocô de cachorros

Eles são fofos, mas algumas das sujeiras que deixam para trás podem ser desagradáveis - e até transmitir doenças. Por isso, a subprefeitura de Barking and Dagenham (leste de Londres) encontrou uma solução para o problema dos donos que não recolhem as necessidades de seus cães.

As autoridades locais estão solicitando a todos os donos de cachorros da região que registrem o DNA dos animais.

Leva apenas alguns segundos e, com isso, será possível montar uma database com informações dos cães e das pessoas a quem eles pertencem. Se o animal foi perdido ou roubado, será possível comprovar sua identidade. E se o dono não recolher o que ele deixar pelo caminho, ele poderá ser multado.

"O custo para as autoridades locais é de 2,3 milhões de libras para recolher as sujeiras de cães que os donos não recolhem. Então estamos tentando fazer uma abordagem proativa e moderna para acabar com esse problema", disse à BBC uma das autoridades responsáveis pela nova determinação.

O cadastramento é voluntário, mas haverá um monitoramento por parte dos guardas em todos os cães que entram no parque para garantir que seus donos registrem os animais no sistema.

Os guardas também serão responsáveis por pegar amostras de toda a sujeira que foi deixada nos parques para que ela seja levada para análise, onde se descobrirá a que cão ela pertence e quem é o dono responsável. As multas poderão chegar a 80 libras.

O registro dos primeiros mil cachorros será gratuito, e a subprefeitura espera que autoridades de outras regiões de Londres sigam o mesmo modelo no futuro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos