Equipe ordenha aranha mais venenosa da Austrália para produzir antídoto a veneno; assista

Uma equipe de pesquisadores do Parque Australiano dos Répteis mostrou como faz a ordenha de uma aranha teia-de-funil, a mais venenosa da Austrália e a terceira mais fatal do mundo.

O aracnídeo, apelidado de Big Boy por causa de sua perna de 10 centímetros de extensão, foi pego em uma mata nativa em Newcastle, na semana passada, e entregue ao parque por um "bom samaritano".

O parque incentiva o público a capturar e enviar as aranhas para que possa usá-las para produzir o soro antídoto ao veneno.

O supervisor do programa, Billy Collett, disse que nunca ouviu falar de espécimes maiores - embora eles existam.

"Pode haver uma aranha maior em algum museu, mas esta é a maior que já tivemos em nosso programa", disse Collett.

A picada dessa aranha australiana inclui uma dose total de veneno - ao contrário de outros espécimes, que só o injetam parcialmente - e pode matar uma criança em apenas 15 minutos.

As picadas são relativamente comuns porque a teia-de-funil vive em habitats úmidos, como arbustos ou partes de árvores em decomposição. Às vezes elas caem em piscinas, onde podem viver até 30 horas sob a água.

Seu veneno pode levar ao colapso cardíaco, afetar o sistema nervoso e o intestino e causar dificuldade em respirar, o que provoca a morte.

Ao todo, 13 pessoas já morreram por causa do aracnídeo na Austrália. Desde a criação do antídoto, no entanto, nenhum caso foi relatado.

A aranha brasileira armadeira é reconhecida como a mais perigosa do mundo pelo Guinness World Records em 2010.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos