Polícia canadense alerta para volta da viúva negra da internet: 'uma crimiinosa está morando nesta comunidade'

Jasmine Coleman - Da BBC News

Alex Strategos estava sozinho e procurava uma namorada quando conheceu Melissa Ann Shepard em um site de relacionamentos online.

"Primeiro achei ela muito simpática", disse Strategos, hoje com 84 anos, à BBC, de sua casa na Flórida. Shepard veio de carro do Canadá e rapidamente passou a morar com Strategos, que a descrevia como uma "mulher de muita classe".

Mas rapidamente ele descobriu que ela tinha menos classe do que parecia. "Fui para o hospital", diz. "Ela me mandou para lá."

A relação dos dois foi uma das muitas que acabou levando Shepard, hoje com 80 anos, para a prisão.

  • Leia também: Sergio Moro: Herói anticorrupção ou incendiário?

Esta semana ela foi liberada após cumprir pena por outro crime do tipo. Foram dois anos, nove meses e 10 dias na prisão por adulterar o café de um novo parceiro, Fred Weeks, seu vizinho em um calmo asilo na Nova Escócia, no Canadá. De acordo com a investigação, ela bateu em sua porta e disse que estava sozinha - e ouviu que ele estava sozinho também.

Os dois fizeram uma cerimônia de união civil no quarto dele e saíram de lua de mel para Newfoundland. Segundo a acusação, Shepard deu a Weeks altas doses de sedativo durante a viagem, deixando-o impossibilitado de reconhecer a marcha normal e a marcha ré do carro e a dar partida no veículo quando eles estava saindo de umferry .

No dia seguinte ele precisava de uma cadeira de rodas, não conseguia colocar seus sapatos sozinho e não sabia onde estavam as chaves do carro, segundo a denúncia. Mas apenas quando ele foi hospitalizado por cair da cama as drogas foram encontradas em seu organismo e a polícia percebeu que havia algo errado.

Atriz

Inicialmente, Shepard foi indiciada sob acusação de tentativa de homicídio. Mas ela foi condenada por um crime mais brando, "administração de substância nociva".

Em entrevista à agência de notícias The Canadian Press na semana passada, Weeks disse que não queria que Shepard se aproximasse dele. "Ela é uma atriz muito sutil", diz. "Ela me deixou no escuro por muito tempo, contando várias histórias... tudo que ela me contou era mentira", diz.

  • Leia também: 'Laboratório do amor' identifica 4 'venenos' de relacionamentos - e os antídotos

Strategos acredita que ela também o drogou, adulterando seu sorvete. Ele diz que ela roubou cerca de US$ 20 mil nas poucas semanas em que ficaram juntos. Ela cumpriu cinco anos de prisão na Flórida após se declarar culpada em 2005 por sete acusações, incluindo um delito equivalente à falsidade ideológica e roubo a pessoa com mais de 65 anos.

Strategos diz que sabia muito pouco sobre Shepard quando eles se conheceram e que não tinha conhecimento dos crimes que ela cometera antes, inclusive sua condenação, em 1992, por assassinato de seu segundo marido, Gordon Stewart.

A jornalista Barb McKenna se encontrou Shepard pouco depois de ela sair da prisão por este crime, em 1994. Shepard havia cumprido dois dos seis anos da pena por homicídio culposo por drogar Stewart e atropelá-lo duas vezes com o carro. Shepard alegava que Stewart estava tentando estuprá-la quando isto aconteceu.

__________________________________________________________________________

Melissa Ann Shepard: uma história de violência

1977-1991: Cumpre pena por mais de 30 condenações diferentes por fraude

1992: Condenada por homicídio culposo pela morte de seu segundo marido, Gordon Stewart, que ela drogou e atropelou duas vezes - ela foi condenada a 6 anos de prisão mas obteve liberdade condicional em 1994

1994: Aparece no documentário When Women Kill (Quando mulheres matam), sobre vítimas de violência doméstica que atavam seus parceiros

2002: Seu terceiro marido, Robert Friedrich, morre um ano após os dois se conhecerem em um site de relacionamento online. Não houve acusações contra ela

2005: Condenada a cinco anos de prisão na Flórida após se declarar culpada em sete acusações, incluindo falsidade ideológica e roubo de Alex Strategos, que ela havia conhecido online. Strategos, atualmente com 84 anos, diz que ela roubou US$ 20 mil e colocou drogas em seu sorvete

2013: Presa por dois anos, nove meses e dez dias no Canadá por adulterar café de parceiro com sedativos

_____________________________________________________________________________

McKenna se encontrou com Shepard quando a ex-presidiária estava dando palestras no Canadá sobre a síndrome da mulher espancada, uma linha de defesa que pode ser usada por mulheres que atacaram seus parceiros. Ela também apareceu no documentário de 1994When Women Kill e ganhou um bolsa do governo para ajudar outras mulheres na mesma situação que ela.

Mas, ao investigar o passado de Shepard, McKenna descobriu que ela tinha 30 condenações separadas por fraude entre 1977 e 1991.

  • Leia também: Como roubo de US$ 110 milhões foi descoberto graças a erro de ortografia

"Ela é muito esperta. Se você a confronta ela vem com uma resposta imediata, mesmo sendo uma mentira óbvia."

'Horrorizada'

Em 2001, Shepard se casou com seu terceiro marido, Robert Friedrich, dias após conhecê-lo por meio de um site de namoro cristão. Friedrich morreu 14 meses depois, aos 84 anos, deixando milhares de dólares em bens para sua nova mulher. Seus filhos fizeram uma queixa criminal alegando que ela o havia matado dando a ele uma overdose dos remédios que ele tomava normalmente, de acordo com registros. Ele ganharam US$ 15 mil mas ela nunca foi acusada de nenhum crime.

Quando McKenna soube do caso Fred Weeks em 2013 ela diz que ficou "horrorizada" com a sentença, que considerou pequena.

"A primeira coisa que pensei foi: o que está errado com o sistema?", diz. "Acho que as pessoas não esperam que senhoras sejam assassinadas a sangue frio. Ela se apresenta como uma figura triste e trágica - quase alguém que dá pena".

Shepard negou os pedidos de entrevista da BBC.

Promotores colocaram condições rígidas para sua soltura na semana passada, insistindo que ela avisasse sobre qualquer relacionamento com um homem para que a polícia pudesse informá-lo de "seu histórico nesses e outros procedimentos legais". Eles também impediram Shepard de entrar na internet e até de ter qualquer aparelho que dê acesso à rede. Ela também deve deixar a polícia fotografá-la se mudar sua aparência.

A polícia de Halifax divulgou um comunicado para a imprensa avisando aos cidadãos que "uma criminosa perigosa está morando em nossa comunidade" e alertando que "é elevada a possibilidade dela cometer um crime novamente".

Alex Strategos concorda coma avaliação.

"Não acho que ela deveria ter sido solta". disse ele.

"Não sei o que esse juiz tem na cabeça. Ela é uma viúva negra. É melhor os homens tomarem cuidado."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos