Pelo menos 13 mortos em explosões em aeroporto e metrô em Bruxelas

Pelo menos 13 pessoas morreram e 35 ficaram feridas em explosões no aeroporto e no metrô de Bruxelas, na Bélgica, na manhã desta terça-feira, de acordo com a imprensa belga.

O governo elevou o alerta para terrorismo no país para nível máximo. Ainda não se sabe a causa das explosões, mas elas ocorrem quatro dias após a prisão, em Bruxelas, de Salah Abdeslam, principal suspeito pelos ataques de Paris em novembro.

O governo confirmou que houve feridos, mas não há número oficiais.

  • Leia também: Quem é Salah Abdeslam, o homem 'mais procurado da Europa', preso por participação nos ataques de Paris

As duas primeiras explosões aconteceram por volta das 8h (4h de Brasília) no aeroporto de Zaventem.

A terceira ocorreu cerca de uma hora depois, segundo agência de notícias, na estação de metrô de Maelbeek, perto das instituições da União Europeia.

Tanto o sistema de metrô quanto o aeroporto foram fechados. Os trens da Eurostar de Bruxelas para Londres também estão suspensos.

Imagens publicadas em redes sociais mostram fumaça saindo de um dos terminais do aeroporto. Os trens que vão para o local foram suspensos.

Segundo a agência de notícias Belga, houve tiros e gritos em árabe antes das explosões no aeroporto.

A mídia belga afirma que uma das explosões no aeroporto foi causada por um ataque suicida. A outra bomba estaria em um pacote.

  • Leia também: Os dez cursos superiores do Brasil que estão entre os melhores do mundo
  • Leia também: Como e quanto os EUA pagam a Cuba pelo aluguel da baía de Guantánamo

Também há relatos de que uma das explosões teria ocorrido perto da área de check-in da American Airlines, mas isso não foi confirmado.

A emissora belga RTBF citou uma testemunha dizendo que havia pessoas feridas e inconscientes no saguão do aeroporto, perto do hotel Sheraton.

"Eu estava no meu intervalo e ouvi e senti uma grande explosão - daqui temos vista para a área de check-in e vimos fumaça vindo de lá", disse Niels Caignau, funcionário da Swissport, à emissora VRT.

"As janelas estão completamente despedaçadas. As pessoas saíram em choque. A situação não está boa", completou.

  • Esta reportagem está sendo atualizada à medida que novas informações são divulgadas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos