Egito divulga imagens de objetos encontrados entre destroços de avião

Os militares do Egito divulgaram imagens de objetos encontrados durante a busca pelos destroços do avião da EgyptAir que desapareceu na madrugada de quinta-feira no mar Mediterrâneo.

Entre os objetos encontrados cujas imagens foram divulgadas estão coletes salva-vidas, partes de assentos e objetos onde se pode ver claramente o logotipo da EgyptAir.

As imagens foram postadas na página do Facebook do porta-voz das Forças Armadas do Egito.

As operações de busca também teriam encontrado partes de corpos de passageiros e bagagens.

Mas a parte principal, o "corpo" da aeronave e as duas caixas-pretas que mostram os dados do voo e as gravações de dentro da cabine dos pilotos, ainda não foram encontradas.

O voo MS804 fazia o trajeto entre Paris e Cairo com 66 pessoas a bordo quando sumiu.

Investigadores confirmaram que foi detectada fumaça em várias partes dentro do avião minutos antes do Airbus A320 da EgyptAir desaparecer, mas acrescentaram que a causa desta fumaça ainda é desconhecida.

Leia também: Destroços do avião da EgyptAir e restos de um corpo são encontrados no Mediterrâneo; veja o que se sabe até agora

Falando neste sábado, o ministro do Exterior da França, Jean-Marc Ayrault, afirmou que "todas as teorias estão sendo examinadas e não há preferência por nenhuma".

'Cedo demais'

O site The Aviation Herald divulgou que foi detectada fumaça em um dos banheiros do avião antes de seu desaparecimento.

A fumaça no banheiro foi detectada às 0h26 GMT (21h26 em Brasília). Um minuto depois houve um outro alerta indicando que havia fumaça no compartimento abaixo da cabine do piloto, onde fica a parte eletrônica e os computadores da aeronave.

O site da indústria da avião afirma que conseguiu estas informações de três fontes independentes. Os dados teriam sido registrados através do sistema digital ACARS, instalado em aviões e que envia dados via satélite sobre o voo a computadores no solo monitorados por companhias aéreas e construtores.

A última mensagem do ACARS foi enviada às 0h29 GMT (21h29 em Brasília) e o contato com o avião foi perdido quatro minutos depois, segundo o The Aviation Herald.

Confirmando as informações, o Escritório de Investigações e Análises da França (BEA) declarou à agência de notícias AFP que "ainda é cedo demais para interpretar e compreender a causa do acidente enquanto não encontramos os destroços e as caixas-pretas".

O porta-voz da BEA, Sebastian Barthe, também disse à agência de notícias Associated Press que este tipo de mensagem "geralmente significa o início de um incêndio", mas acrescentou que "não estamos tirando conclusões a partir disso. Tudo é pura conjectura".

Philip Baum, editor da revista especializada Aviation Security Internacional Magazine, disse à BBC que a falha técnica não pode ser descartada no caso do avião da EgyptAir.

Leia também: 'Não adianta ter embaixada sem água e telefone', diz Ricupero

"Havia informação sobre fumaça detectada no banheiro da aeronave, em seguida, fumaça no compartimento onde fica a parte eletrônica e computadores do avião, e em um período de três minutos os sistemas da aeronave delisgaram, então isso começa a indicar que provavelmente não foi um sequestro, provavelmente não houve uma briga no cockpit, é mais provável que tenha sido um incêndio à bordo."

A Grécia diz que o radar mostra que o Airbus A320 fez duas curvas fechadas e teve um descenso de mais de 25 mil pés (7,62 km) antes de cair no mar.

O Egito afirma ser mais provável que o avião tenha sido derrubado por um ato terrorista do que por uma falha.

A maioria dos passageiros eram do Egito e da França.

Um porta-voz das Forças Armadas do Egito disse na sexta-feira que as partes do avião e os pertences de passageiros foram encontrados a 290 km de Alexandria.

Os itens foram encontrados ao sul da área onde o avião desapareceu dos radares na última quinta-feira.

Unidades militares da Grécia, Egito, França e Reino Unido se concentram na procura pelas caixas-pretas do avião que podem estar a uma profundidade entre 2,5 e 3 mil metros no mar Mediterrâneo.

Leia também: Ter Ministério da Cultura é fruto de mentalidade patriarcal, burocrática e centralizadora, diz ex-diretor do Masp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos