Com medo de perder ingressos, torcedores ficam 'presos' em arena sem jogos

Camilla Costa - da BBC Brasil em São Paulo

A chuva desta quarta-feira não surpreendeu o casal santista Ricardo Massini, de 30 anos, e Mariana Massini, de 26 anos, que foi ao Parque Olímpico pela primeira e única vez. Mas eles não esperavam ficar parte do dia presos dentro de uma das arenas de tênis... sem assistir a nenhuma partida.

"Chegamos às 11 da manhã e já estava chuviscando, os jogos atrasaram e eles ficaram postergando, sem dar informação. A gente não podia sair da arena senão perderíamos os ingressos, sem direito a reembolso. Então tivemos que ficar lá até as 15h, quando confirmaram o cancelamento dos jogos da manhã e da tarde", contou ela à BBC Brasil.

  • Olimpíada 'fantasma'? Estrangeiros e redes sociais lamentam assentos vazios na Rio 2016
  • Quanto custa uma medalha de ouro - e por que as do Rio 2016 são diferentes

No total, 21 das 26 partidas programadas para esta quarta foram canceladas, incluindo as dos ídolos Rafael Nadal, Andy Murray e Venus Williams.

"A todo o tempo pedíamos uma posição, perguntávamos se podíamos sair para comer e eles não respondiam", afirmou Massini.

Pelas regras do Parque Olímpico, pessoas que já entraram nas arenas não podem sair e voltar - e a quadra é aberta, o que significa que o casal ficou na chuva durante esse período.

"Eu já trouxe capa de casa porque sabia que poderia chover. E foi bom que trouxe uns salgadinhos na mochila também. Lá dentro só tinha uma lanchonete e quando chegamos, de manhã, já não tinha nem pipoca, só bebida", disse Mariana.

A falta de comida em algumas arenas tem provocado reclamações de torcedores desde os primeiros dias de competição.

"Era nosso primeiro e único dia no parque, só compramos ingresso para hoje. Se não conseguirmos assistir hoje, não conseguimos mais. Os ingressos do tênis para os outros dias estão esgotados", lamentou ela.

'Não queremos reembolso'

O bombeiro militar carioca Luiz Felipe Oliveira de Souza, de 27 anos, era um dos mais inconformados com a situação.

"Soubemos inicialmente que teremos o retorno monetário, mas essa não é a questão. Se eu pudesse trocar esses mesmos R$ 90 que gastei inicialmente por poder voltar amanhã eu trocaria facilmente. A gente veio ver tênis, não quer reembolso", afirmou.

"É uma oportunidade única, porque o Brasil não tem torneios de tênis importantes, que valham tanto a pena."

  • Militares alvejados e outros 9 casos de violência que furaram esquema de segurança da cidade olímpica
  • O que pode acontecer com a ginasta norte-coreana que tirou selfie com 'inimiga'?

Souza, que havia ido ao Parque Olímpico no dia anterior, diz ter gostado da organização. "Até agora estava tranquilo", afirma.

Ingressos válidos

O Comitê Rio 2016 disse lamentar que os torcedores tenham tido que permanecer na arena, mas afirmou que dependia da decisão da Federação Internacional de Tênis sobre as partidas serem suspensas ou não. A intenção, informou, era tentar manter a programação do dia o máximo possível.

Sobre os ingressos, o comitê afirmou que todas as pessoas que tinham entradas para as partidas desta quarta poderão assisti-las amanhã - ou seja, sem precisar comprar novas.

Dentro do Parque Olímpico, no entanto, os torcedores ouviam nos quiosques oficiais de informação que a única compensação possível seria o reembolso do ingresso.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos