Apresentadora de TV britânica que pedalou ao Rio para a Olímpiada entra em coma com tipo raro de malária

Uma apresentadora de TV britânica está em coma em um hospital do Rio de Janeiro após contrair malária depois de pedalar cerca de 5 mil quilômetros para arrecadar fundos para caridade.

Charlie Webster, de 33 anos, que trabalhou para algumas das principais emissoras do Reino Unido, como BBC e Sky, começou a sentir os primeiros sintomas da doença após assistir à cerimônia de abertura da Olimpíada, no dia 5 de agosto.

Ela é bastante conhecida do público britânico e veio ao Rio de Janeiro para acompanhar a delegação britânica.

A jornada começou no dia 27 de junho no Estado Olímpico de Londres e terminou no Maracanã, no Rio de Janeiro. No Brasil, o trajeto teve início no Recife, de onde Charlie pedalou 2.575 quilômetros durante 39 dias.

A Sky disse que o agente de Charlie confirmou que ela estava respirando com a ajuda de aparelhos depois de contrair um tipo raro de malária.

Ela aparentava estar bem quando chegou ao Brasil, no dia 4 de agosto.

Charlie, que até dezembro passado foi namorada do ator Allen Leech - o motorista irlandês Tom Branson do famoso seriado britânico Downton Abbey -, fez carreira como apresentadora de esportes. Ela teria ficado desidratada depois do percurso, que durou seis semanas.

A jornalista foi hospitalizada um dia depois da cerimônia de abertura da Olimpíada, quando seu estado de saúde deteriorou.

Charlie postou várias fotos nas redes sociais ao longo do percurso. Mas no Twitter, no último dia 9 de agosto, ela escreveu: "Estou chegando lá...dias horríveis com infecção séria #Rio."

De acordo com uma declaração no Twitter dela dois dias depois, ela havia sido "diagnosticada com uma complicação severa causada por uma infecção bacteriana".

"Charlie atualizou todos vocês sobre seu histórico e sabemos que seu silêncio estava causando preocupação".

"Ela está recebendo tratamento médico e vamos atualizar (seu estado de saúde) quando pudermos".

A mãe de Charlie, o irmão dela e seu agente teriam viajado do Reino Unido para ficar ao lado dela no Brasil.

A Escola de Medicina Tropical de Londres ofereceu apoio à equipe médica responsável pelo tratamento da ex-apresentadora.

Um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores britânico disse: "Estamos oferecendo todo o apoio para uma cidadã britânica que está hospitalizada no Rio".

Charlie ganhou as manchetes da imprensa britânica em 2014 quando renunciou ao posto de patrona do time de futebol Sheffield United depois que o clube permitiu a seu ex-jogador Ched Evans a voltar a treinar depois de ter sido libertado da prisão, onde havia cumprido dois anos e meio de pena por estupro.

Em entrevista à BBC na ocasião, ela disse que o clube não reconheceu a "extremidade do crime" que cometeu.

Vários ex-colegas de Charlie expressaram preocupação com sua saúde, incluindo a apresentadora da Sky Sports, Hayley McQueen.

No Twitter, Hayle escreveu: "Lendo as piores notícias, se alguém está lutando por sua vida é @CharlieCW. Enviando operações".

Jornada

A jornada, intitulada 'Ride to Rio', começou no Reino Unido em 27 de junho, quando Charlie e seus colegas pedalaram cerca de 145 quilômetros por dia com apenas um dia de descanso toda semana.

A primeira parte da jornada terminou em Lisboa. De Recife, o grupo seguiu viagem até chegar ao Estádio do Maracanã, em 4 de agosto.

O feito marcou o 10º aniversário de uma pedalada realizada pela atleta amadora Jane Tomlinson antes de sua morte.

Jane foi diagnosticada com cêncer terminal em 2000 e morreu em 2007 depois de arrecadar quase 2 milhões de libras (R$ 8,5 milhões).

No Twitter, a organização do evento desejou uma recuperação rápida a Charlie e a descreveu como uma "mulher de fibra".

Charlie Webster

  • Nascida em Sheffield, na Inglaterra, em 1982, estudou língua e linguística na Universidade de Newcastle
  • Trabalhou como personal trainer, instrutora de fitness, modelo e atriz
  • Começou a carreira como apresentadora de esportes trabalhando para a TV internacional do Real Madrid
  • Tornou-se a primeira apresentora de futebol na Ásia para a ESPN e Star Sports em 2006
  • Já apresentou programas nas emissoras BBC, ITV, Sky Sports e Channel 4
  • Defendeu os direitos das mulheres em relação a abuso doméstico e sexual; em 2014, revelou que foi violentada quando adolescente
  • Participou de inúmeros desafios de caridade incluindo a Maratona de Londres

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos