A maneira inusitada com que a BBC foi impedida de entrevistar candidata independente na China

A reportagem da BBC foi impedida de entrevistar uma candidata independente nas eleições distritais na China.

O repórter John Sudworth e o resto da equipe foram até a casa de Liu Huizhen, de 45 anos, nos arredores de Pequim.

Logo ao chegar, eles começam a ser seguidos de perto por um grupo de homens, que se posicionam em frente à porta da casa da candidata.

Eles tentam impedir que Sudworth bata na porta, mas ele consegue e Huizhen convida a BBC a entrar.

O grupo então se fecha em torno da entrada, apesar dos protestos dela e da equipe de reportagem.

Os homens não deixam a candidata nem sequer dar entrevista pela janela.

Depois de muita tensão, o grupo aumenta. Os homens agarram os jornalistas pelas roupas e os arrastam de volta ao carro da equipe - eles são mandados embora.

Cerca de 900 milhões de eleitores vão escolher mais de 2,5 milhões de representantes locais - o governo da China realiza essa votação a cada cinco anos e a chama de "a maior eleição do mundo".

Segundo a Constituição do país, candidatos independentes podem concorrer. Na prática, porém, é o Partido Comunista que decide quem pode disputar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos