'Sou forte e tenho orgulho': a resposta de Amy Schumer às criticas por papel de Barbie no cinema

A atriz, comediante e escritora Amy Schumer está ainda em negociações para interpretar a boneca Barbie em um filme, mas já teve que enfrentar insultos nas redes sociais.

O anúncio de que Schumer estava cotada para interpretar o papel da boneca de plástico no cinema foi feito no sábado e foi recebido com críticas de internautas.

Algumas pessoas reclamaram afirmando que ela não tem os mesmos padrões físicos da Barbie. Outros partiram para as ofensas.

Mas a atriz de 35 anos respondeu postando uma foto no Instagram, que pode ter sido feita por um paparazzi, na qual aparece usando um maiô preto.

Na legenda da publicação, Schumer afirma que está "muito honrada" por ser considerada para interpretar um "ícone importante e que está evoluindo".

A comediante ainda afirmou que está "orgulhosa por servir de exemplo".

Ela escreveu:

"Estou muito muito honrada por ter sido indicada a dois Grammys e ser considerada para interpretar um ícone importante e que está evoluindo. É fat shaming (crítica a alguém por estar acima do peso) se você sabe que não é gorda e tem zero vergonha do seu jeito? Acho que não. Sou forte e tenho orgulho de como vivo minha vida e falo o que penso e luto pelo que acredito e me divirto muito fazendo isso com as pessoas que amo. Cadê a vergonha? Não está lá. É só ilusão.

Quando olho no espelho, sei o que sou. Sou uma ótima amiga, irmã, filha e namorada. Sou uma uma comediante durona, me apresentando em arenas no mundo todo, fazendo televisão, filmes, escrevendo livros onde coloco tudo para fora, e não tenho medo, e você pode não ter medo também. Obrigada a todos pelas palavras carinhosas de apoio e, de novo, mando minha mais profunda compaixão para os trolls (pessoas que agem com o intuito de provocar ou ofender) que estão sentindo uma dor tão grande que nunca poderemos entender.

Quero agradecer a eles por deixar tão claro que sou uma ótima escolha. Esse tipo de reação que faz com que você saiba que há algo errado com a nossa cultura e que todos nós temos que trabalhar juntos pela mudança.

Para qualquer um que sofreu bullying ou se sentiu mal consigo mesmo, estou lá lutando por você, por nós. E quero que você lute também! Temos que dar risada de quem tem ódio e sentir pena deles. Eles podem gritar o mais alto que quiserem. Não podemos ouví-los pois estamos fazendo as coisas acontecerem. Estou orgulhosa de servir de exemplo. 'Eu digo se sou bonita, eu se digo que sou forte. Você não vai determinar a minha história. Eu vou'."

Schumer foi indicada a dois prêmios Grammy, o mais importante da indústria fonográfica americana: melhor álbum de comédia por Live at the Apollo e melhor álbum falado pelo áudio livro A Garota com a Tribal nas Costas.

Em uma entrevista recente para a BBC, a comediante disse que se "sente muito confortável" ao falar de si mesma como comediante e como feminista, pois "estas são duas coisas que eu totalmente sou".

'Perfeição'?

O filme sobre a Barbie será o primeiro produzido pela empresa criadora da boneca de plástico, a americana Mattel.

Algumas das críticas sobre a possível escolha de Schumer para o papel da Barbie também atingiram a empresa.

"A Barbie é a definição da perfeição. A Mattel está arruinando completamente a própria imagem ao deixar Amy Schumer ser a Barbie", escreveu um colaborador de um site chamado Barstool Sports, que se define como sendo um site feito "pelo homem comum, para o homem comum".

Um usuário do Twitter identificado como Hugh Mungus escreveu: "Como Amy Schumer pode ser a Barbie se a Barbie deve ser bonita... e magra? Você é gorda Amy. Desista".

"Amy Schumer foi escolhida para ser uma inimiga gorda e insuportável da Barbie, certo? Não? ELA vai interpretar a Barbie? Hahaha! É um filme de terror?", postou outro usuário do Twitter, Mark Dice.

A Barbie é uma boneca com uma fama polêmica principalmente devido ao formato de seu corpo com longas pernas, cintura minúscula, busto grande, pescoço fino e cabelo loiro esvoaçante.

Os críticos argumentam que se alguém tentasse ter estas medidas na vida real, o objetivo seria inatingível e insustentável. Uma mulher com as mesmas características da boneca não conseguiria parar em pé, já que seria difícil equilibrar-se no próprio corpo.

Em janeiro, a Mattel anunciou os novos modelos diferentes da Barbie, com maior variedade. Além da tradicional, loira, magra e de olhos azuis, a Barbie também foi lançada nos modelos "alta, curvilínea e baixa".

A boneca também foi lançada em tons de pele, cor dos olhos e cabelos diferentes.

A estratégia foi vista por analistas como uma forma de aproximar a boneca da imagem das "pessoas reais" e, assim, reverter anos de queda nas vendas, além de atrair novas mães.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos