Humorista diz ter sido expulso de voo Londres-Nova York por falar em árabe com a mãe

Um humorista famoso por vídeos e sátiras publicados no YouTube afirmou ter sido expulso de um voo da companhia aérea americana Delta nesta quarta-feira "por estar falando em árabe com sua mãe".

Adam Saleh, que é americano, afirmou à BBC que funcionários da empresa pediram que ele se retirasse do voo, que o levaria de Londres a Nova York, após ouvirem um diálogo dele com sua mãe ao telefone.

Um passageiro que estava próximo teria relatado que se sentiu "desconfortável" com a situação e, por isso, teria feito uma reclamação à equipe da companhia.

A Delta Airlines afirmou que dois passageiros foram retirados do voo depois por motivos de "distúrbio" e garantiu que fará uma investigação sobre o caso.

Incidente

O incidente teria acontecido enquanto o avião estava ainda no aeroporto de Heathrow, em Londres, e envolveu também um amigo de Saleh.

"Uma mulher gritou: 'o que ele está dizendo?', e disse estar desconfortável", contou o humorista.

"O capitão veio e perguntou o que tinha acontecido. Fiquei tão enojado que comecei a filmar o momento em que eles me expulsavam do avião", disse ele, que tem mais de 2,2 milhões de seguidores em seu canal no YouTube.

A Delta afirmou em nota que "mais de 20 outros passageiros" expressaram desconforto com a situação - não está claro se eles estavam se referindo à conversa em árabe ou à situação que se seguiu.

"Nós estamos levando muito a sério qualquer acusação de discriminação; a cultura de nossa empresa exige que se trate a todos com respeito", disse a companhia.

Saleh disse que, após o episódio, embarcou em um voo de outra companhia aérea.

"Quando deixamos o avião (da Delta), eles nos disseram que era porque estávamos falando muito alto, fazendo muito barulho. Mas ninguém expulsa uma pessoa de um avião porque está falando alto!", afirmou.

"Eu congelei. Era uma situação que você achava que só acontecia nos cinemas", disse o amigo do humorista, Slim Albaher.

Saleh é conhecido pelas piadas e brincadeiras que publica em seu canal no YouTube.

No início do mês, ele contou em um vídeo que teria se escondido em uma mala e viajado de Melbourne para Sidney no porão do avião. Algum tempo depois, descobriu-se que a história era falsa.

Suas denúncias a respeito da situação que viveu no voo da Delta ganharam repercussão com postagens que ele mesmo fez no Twitter - uma deles, com o vídeo mostrando a situação, já foi replicada mais de 120 mil vezes. No Facebook, já são mais de 18 milhões de visualizações.

Após a divulgação do incidente, uma hashtag pedindo boicote à Delta Airlines (#BoycottDelta) se tornou uma das mais compartilhadas em Londres.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos