Vídeo mostra suspeito atacando policiais com martelo na Inglaterra

Um vídeo mostra um suspeito atacando policiais com um martelo na Inglaterra.

As imagens foram registradas por uma câmera acoplada ao corpo de um dos agentes.

Eles tentam deter Jamshid Piruz, de 35 anos, que estava se escondendo em um depósito de lixo.

Os policiais usam armas de eletrochoque, mas Piruz consegue se desvencilhar e avança contra eles com um martelo.

Depois de alguns minutos, ele é finalmente contido e preso.

Um dos policiais teve ferimentos leves no pescoço.

Piruz foi condenado à prisão perpétua pelos crimes de roubo e lesão corporal de natureza grave.

Ele já havia sido condenado na Holanda por matar uma mulher.

Durante o julgamento de Piruz, a policial Jessica Chick afirmou que nunca teve "tanto medo na vida".

Já outro policial que aparece no vídeo, Stuart Young, que sofreu ferimentos leves no pescoço, descreveu o ataque como um "filme de terror".

Depois de chegar ao Reino Unido em dezembro de 2015 para visitar parentes, Piruz, que nasceu no Afeganistão, mas tem cidadania holandesa, perdeu o voo de volta para casa, no dia 4 de janeiro do ano passado.

Ele acabou preso e processado por agressão depois de ter brigado com um funcionário da companhia área ao ser informado que precisaria comprar uma nova passagem.

Depois de comparecer a um tribunal e ser obrigado a pagar uma indenização, Piruz assaltou estacionamentos em Crawley, onde furtou ferramentas, incluindo um martelo.

No dia 7 de janeiro, a polícia foi chamada depois dele ser visto tentando uma nova invasão.

Foi quando Piruz, munido de um martelo, avançou contra os policiais.

A promotora Francesca Lewington afirmou que ele recebeu asilo na Holanda aos 16 anos.

Segundo ela, Piruz ficou preso por 12 anos, dos quais cumpriu seis, por matar sua inquilina em 2006. Ele a trancou em um quarto antes de cortar sua garganta.

Mas seu advogado de defesa, Simon Blackford, disse que o cliente estava "arrependido" e "sofria de estresse pós-traumático" depois de testemunhar o assassinato dos pais pelo grupo extremista Taleban quando tinha 11 anos.

No Reino Unido, policiais não andam com armas de fogo.

Entre março de 2015 e março de 2016, a polícia efetuou apenas sete disparos. Os dados são referentes à Inglaterra e ao País de Gales.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos