Testemunha diz que autor de ataque foi alvejado quando corria em direção ao Parlamento britânico

Pessoas que visitavam o Parlamento britânico na hora do ataque ocorrido nesta quarta-feira - que a Polícia Metropolitana de Londres trata como "atentado terrorista" - contaram à BBC o que elas viram no local.

Michelle Langham ficou presa no lobby central do prédio depois do incidente e disse que muitas crianças estavam no local.

"Estávamos no café (do Parlamento) quando aconteceu. Nós vimos policiais caídos no chão. Nós vimos muita comoção. Todos que estavam na rua foram instruídos a entrar no café. Muitos estavam gritando", disse à BBC.

"Não nos contaram nada sobre pessoas mortas, estamos acompanhando tudo por meio das redes sociais. Não estão nos dizendo nada aqui dentro."

Pelo menos uma mulher foi morta e há vários feridos em estado grave, segundo informações de um hospital londrino. Entre os feridos estariam policiais.

'Eles atiraram duas ou três vezes e ele caiu'

O jornalista Quentin Letts, do Daily Mail, disse: "Esse homem segurava algo em sua mão, parecia como uma espécie de vara, e ele foi abordado por dois policiais que usavam jaquetas amarelas e um dos policiais caiu no chão".

"Nós podíamos ver que o homem de preto mexia o braço de maneira a sugerir que ele estava esfaqueando ou golpeando o policial de amarelo e um dos policiais então correu para buscar socorro, que chegou rapidamente."

"E esse agressor estava correndo em direção à entrada usada pelos parlamentares para ir à Câmara dos Comuns - enquanto estava correndo ele deve ter percorrido umas 15 jardas (13,7 metros). Dois homens com roupas normais gritaram algo que parecia como um alerta, ele ignorou e eles atiraram duas ou três vezes e ele caiu."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos