PUBLICIDADE
Topo

Internacional

"Tomei veneno": o momento dramático que suspendeu julgamento histórico no Tribunal de Haia

29/11/2017 17h12

Já era esperado que a sessão final de um julgamento de crimes de guerra que já dura 24 anos fosse tensa, mas ninguém imaginava um desfecho tão dramático.

Nesta quarta-feira, no Tribunal de Haia, na Holanda, o ex-general croata Slobodan Praljak, de 72 anos, morreu após ingerir veneno diante da corte ao ouvir sua sentença.

Leia também

Ele teve sua pena de 20 anos de prisão confirmada por ter contribuído para a perseguição e assassinato de muçulmanos durante a Guerra da Bósnia (1992-1995).

Junto com outros cinco acusados, ele recorria da decisão e, ao saber que havia perdido, agiu de forma chocante.

Praljak se levantou, disse não ser um criminoso de guerra e levou um pequeno frasco de vidro à boca, engolindo um líquido.

Em seguida, disse ao juiz Carmel Agius, que presidia a sessão: "Tomei veneno".

Ele recebeu atendimento médico, mas morreu no hospital, segundo um comunicado do tribunal.

Internacional