PUBLICIDADE
Topo

'Maldição' do título: pela 3ª vez seguida, campeões são eliminados na primeira fase da Copa do Mundo

27/06/2018 13h41

A eliminação da Alemanha na Copa do Mundo nesta quarta-feira é mais um capítulo do que muitos chamam de "maldição das campeãs". Pela terceira vez seguida, o país que venceu o torneio anterior é eliminado na primeira fase.

A Alemanha, que levantou a taça na Copa de 2014 no Brasil, desta vez foi eliminada depois de perder de 2 a 0 da Coreia do Sul. O time alemão fez uma campanha pífia. Antes da derrota para os asiáticos, perdeu o primeiro jogo para o México e venceu a Suécia com um gol salvador nos últimos segundos.

A derrota alemã significa que o Brasil continuará a ser o país com mais títulos de Copa mesmo que não vença o atual torneio. As únicas que poderiam empatar em número de troféus, Itália e Alemanhã, estão fora da disputa.

A "maldição" ocorreu seis vezes em 21 Copas do Mundo - quatro nas últimas cinco edições.

Na última Copa, a "maldição" vitimou a Espanha, que havia vencido sua primeira Copa em 2010, na África do Sul.

Em 2010, a Itália também sofreu com o mal: caiu na primeira fase quatro anos depois de ter vencido no Mundial da Alemanha, em 2006.

Na verdade, a "maldição" das campeãs vai mais longe. Em 2002, a França também foi eliminada na primeira fase. Ela havia vencido a Copa de 1998, na própria França, contra o Brasil no jogo final.

Nas últimas cinco Copas, o Brasil, campeão de 2002, foi a única seleção campeã a não ser eliminada na primeira etapa da Copa seguinte. Na ocasião, perdeu apenas nas quartas de final, para a França.

Mas o Brasil também já sofreu com a eliminação precoce após um título: em 1966, na Inglaterra, a seleção canarinho caiu na primeira fase. Quatro anos antes, o time de Pelé e Garrincha havia ganhado a edição realizada no Chile.

A "maldição", no entanto, começou a se desenhar ainda antes, em 1950, com a Itália, que havia vencido a Copa anterior, em 1938, na França.