Topo

Morre o ex-presidente americano George H.W. Bush, que liderou os EUA na primeira guerra contra o Iraque

01/12/2018 09h08

Bush, que esteve à frente da Casa Branca entre 1989 e 1993, faleceu aos 94 anos nesta sexta-feira.

O ex-presidente americano George H.W. Bush morreu nesta sexta-feira, aos 94 anos, informou seu filho George W Bush, que ocupou o mesmo cargo do pai entre 2001 e 2009.

Bush esteve à frente da Casa Branca entre 1989 a 1993. Seu mandato foi marcado pelo fim da Guerra Fria e pela primeira guerra do país contra o Iraque de Saddam Hussein.

Mesmo com a saúde debilitada nos últimos anos, o político republicano ainda fazia aparições públicas com alguma frequência.

Ele havia sido hospitalizado em abril para tratar uma infecção no sangue e tinha recebido alta no início de maio. Bush faleceu no último dia 30 de novembro às 22:10 do horário local, 7 meses após a morte de sua esposa, Barbara.

"Jeb, Neil, Marvin, Doro e eu anunciamos com tristeza que, após 94 anos memoráveis, nosso pai faleceu", declarou, em um comunicado, George W Bush.

"(Ele) foi um homem do mais alto caráter e o melhor pai que um filho poderia pedir."

https://twitter.com/jgm41/status/1068729735495073792

O presidente Donald Trump também prestou homenagem ao político e ressaltou sua "autenticidade fundamental, sua sagacidade desconcertante e seu compromisso inabalável com a fé, a família e o país"

A bandeira americana foi hasteada a meio mastro na Casa Branca.

Quem foi George H.W. Bush?

Diante de acontecimentos que marcaram o século 20, como o colapso do comunismo na Europa Oriental e a invasão do líder iraquiano Saddam Hussein ao Kuwait em 1990, a pauta do governo de Bush foi dominada pela política externa.

Sua participação foi decisiva na construção da aliança militar internacional que expulsou as forças do Iraque do Kuwait durante a Guerra do Golfo, após uma ocupação que durou 7 meses.

Bush se tornou líder máximo do país após dois mandatos como vice de Ronald Reagan, entre 1981 a 1989 - mas acabou se tornando presidente de um mandato só, derrotado por Bill Clinton em 1992, após um período de desempenho fraco da economia.

O slogan que ficou famoso durante sua campanha em 1988 - "Leia meus lábios. Sem novos impostos" ("Read my lips. No new taxes") - voltaria para assombrá-lo anos mais tarde, quando seria obrigado a ceder à pressão do Congresso e negociar aumento de impostos para reduzir o déficit fiscal do governo.

Bush entrou para a política em 1964, aos 40 anos, depois de ficar milionário explorando o negócio do petróleo no Texas.

Durante a Segunda Guerra, ele foi aviador naval e chegou a ser alvo de forças militares japonesas, em setembro de 1944, durante um bombardeio aéreo.

Depois de sua dispensa honrosa da Marinha em 1945, ele casou com Barbara Pierce, na época com 18 anos. O matrimônio duraria 73 anos e eles teriam 6 filhos juntos.

O ex-presidente deixa 5 dos 6 filhos e suas esposas, 17 netos, 8 bisnetos e 2 irmãos.

Como a imprensa americana deu a notícia?

Em editorial, o New York Times ressaltou a relação entre os Estados Unidos e o Golfo Pérsico durante o mandato de Bush.

"Alguns críticos já apontaram que Saddam Hussein não teria tido a ousadia de invadir o Kuwait se Washington não o tivesse mantido próximo por tantos anos; outros culpam Bush por não ter punido Hussein de forma mais incisiva e o removido do poder naquela época. Essa decisão, disse Bush posteriormente, teria implicado 'incalculáveis custos humanos e políticos... Nós seríamos forçados a ocupar Bagdá e efetivamente governar o Iraque'. O que foi exatamente o que seu filho, George W Bush, um homem menos prudente, faria 12 anos depois - com resultados desastrosos."

A Fox News, por sua vez, falou sobre o estilo de Bush. "Às vezes criticado por sua falta de eloquência - referindo-se, por exemplo, à atitude de focar em uma perspectiva mais geral ("focus on the larger picture") como "aquela coisa da visão" ("the vision thing") -, Bush também fazia comentários encantadoramente francos. Ao falar sobre um vegetal do qual não gostava, ele disse uma vez: 'Eu não gosto de brócolis. E eu nunca gostei, desde criança, mas minha mãe me fazia comê-lo. Eu sou presidente dos Estados Unidos agora e não vou mais comer brócolis'."

Quem fez homenagens?

O também ex-presidente Bill Clinton afirmou que ele e Hillary o agradeciam "por sua vida longa de serviço, amor e amizade".

"Eu sou grato por cada minuto que passei com ele e tenho nossa amizade como um dos maiores presentes que a vida me deu", ele tuitou.

Celebridades como a atriz Goldie Hawn também enviou mensagem, em que dizia que estava com o "coração partido" pela notícia.

https://twitter.com/goldiehawn/status/1068746738259812352

A comediante americana Ellen DeGeneres relembrou os esforços de Bush para ajudar as vítimas do furacão Katrina em 2005.

https://twitter.com/TheEllenShow/status/1068742108041768962

Quando será o funeral?

Os detalhes sobre o funeral ainda não foram divulgados, mas o porta-voz da família, Jim McGrath, afirmou que eles seriam divulgados "logo que possível".

O último funeral de um ex-presidente americano foi o de Gerald Ford, que começou em 30 de dezembro de 2006 com um velório no Capitólio.

Outras solenidades aconteceram na Catedral Nacional de Washington em 2 de janeiro de 2007 e, no dia seguinte, na cidade de Grand Rapids, no Estado de Michigan, onde ele passou a infância.

A bandeira americana foi hasteada a meio mastro por 30 dias.


Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

https://www.youtube.com/watch?v=3Hdun3zKJxY

https://www.youtube.com/watch?v=m6yRLSqabpI

https://www.youtube.com/watch?v=T_yTm_M_qPs

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Newsletters

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero receber