PUBLICIDADE
Topo

Brumadinho: as imagens do exaustivo resgate de um corpo preso em veículo coberto de lama

Fotos: Lucas Landau - De Brumadinho para a BBC News Brasil

28/01/2019 17h01

Equipe com mais de 20 pessoas leva sete horas para acessar veículo e tirar a primeira vítima dos escombros, o que ilustra as dificuldades dos socorristas no resgate.

Quase três dias após o rompimento de barragem da mineradora Vale em Brumadinho (MG), as equipes seguiam em busca de desaparecidos - a esperança de encontrar vítimas com vida, no entanto, era cada vez menor. Até a manhã de segunda-feira (28 de janeiro), 60 corpos haviam sido encontrados, sendo 19 deles identificados. Há ainda 292 pessoas desaparecidas.

O trabalho de uma equipe de resgate, iniciado na manhã de segunda-feira, dava dimensão das dificuldades: cerca de 20 bombeiros e um cão farejador, auxiliados por um helicóptero, foram necessários para escavar o local onde havia um veículo - ainda não se sabia se uma van ou um ônibus ligado à Vale.

Apenas esse trabalho, próximo à região conhecida como Morro do Querosene, consumiu um dia inteiro. A equipe começou a retirada de materiais e escavação cerca de 8h e só conseguiu resgatar o primeiro corpo dos destroços afundados na lama por volta das 15h.

Acompanhe, na sequência de imagens abaixo, como foi o trabalho dos socorristas ao longo de oito horas.


Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

https://www.youtube.com/watch?v=u7_7TewmfHo

https://www.youtube.com/watch?v=zKn_caqf_bo

https://www.youtube.com/watch?v=rsCnfbnRUeM