Topo

Homem descobre foto da própria perna amputada em pacote de tabaco

18/07/2019 16h39

O homem albanês disse que não autorizou o uso da foto. Ele perdeu a perda durante um tiroteio, em 1997

Um homem de 60 anos disse que ficou "chocado" ao descobrir que uma foto de sua perna amputada foi usada, sem consentimento, para estampar pacotes de tabaco na Europa. A imagem fazia parte de uma campanha de combate ao fumo.

Junto à foto, estava escrita a mensagem: "Fumar obstrui as suas artérias".

Mas o homem, um albanês que mora em Metz, no leste da França, contou que perdeu a perna em um tiroteio na Albânia, em 1997.

A foto foi descoberta por seu filho, quando ele comprou o pacote em Luxemburgo, em 2018, informou a mídia francesa. Após reconhecer a perna do pai por causa das queimaduras e cicatrizes, ele levou o produto para casa, na França.

"Ele [meu irmão] estava voltando de Luxemburgo. Sem dizer uma palavra, ele colocou o pacote de fumo em cima da mesa", disse a irmã ao jornal Le Républicain Lorrain.

"Nós ficamos chocados, sem acreditar."

Após analisar a imagem, a família concordou que ela de fato retratava a perna do pai. "É do nosso pai. As suas cicatrizes são características", acrescentou a filha.

O homem acredita que a foto foi tirada em um hospital onde ele tentava buscar algum tipo de equipamento que pudesse ajudá-lo a andar. Ele usa muletas há mais de 20 anos, desde o incidente na Albânia.

'Traído'

O advogado da família, Antoine Fittante, reafirma que a foto mostra a perna do seu cliente. "Cada cicatriz é específica, única. Esse homem também tem marcas de queimadura na outra perna, está bem claro. Um especialista não terá dificuldade para identificar. É incrível que uma pessoa encontre uma imagem sua, sem consentimento, num pacote de cigarros dentro da União Europeia", comentou.

"Meu cliente se sente traído, ferido em sua dignidade, por ter a sua deficiência [retratada] em um pacote de cigarro, numa tabacaria. É preciso admitir que não é muito agradável."

Fittante entrou em contato com o hospital a fim de descobrir como a foto acabou sendo usada para estampar o maço.

O advogado também falou com a Comissão Europeia, órgão responsável pela distribuição desse tipo de imagem na União Europeia. De acordo com Fittante, a comissão normalmente usa fotos de um banco de imagem, que são verificadas e publicadas com o consentimento da pessoa retratada.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

https://www.youtube.com/watch?v=i69_0QTigOU

https://www.youtube.com/watch?v=ZrXBZRBJmTc

https://www.youtube.com/watch?v=mxuLYUjpf5o

DO NOT DELETE DIGIHUB TAG [49038465]

Mais Notícias