Planeta anão pode virar cometa 'brilhante', diz cientista

da BBC, em Londres

Um planeta anão descoberto fora de nosso Sistema Solar pode estar a caminho de se transformar no cometa mais brilhante já visto.

O 2003 EL61 é um pedaço de rocha largo, denso e em forma ovalada, com uma velocidade de rotação muito alta.

O professor Mike Brown, do Instituto de Tecnologia (Caltech) da Universidade de Pasadena, Califórnia, calculou que o objeto pode estar prestes a passar muito perto do planeta Netuno.

Se isto ocorrer, a gravidade de Netuno pode catapultar o 2003 EL61 para dentro do Sistema Solar como um cometa por um curto período.

"Quando ele se transformar em cometa, será o mais brilhante que já foi visto", disse Brown.

Diferente

O 2003 El61 é um objeto grande; tão grande quanto Plutão (rebaixado, no ano passado, de planeta para planeta anão). É um dos maiores em meio a muitos objetos congelados que está fora do Sistema Solar, região conhecida como Cinturão Kuiper.

O objeto é muito raro, pois, de tanto girar em seu eixo a cada quatro horas, desenvolveu uma forma alongada.

O 2003 EL61 é, aparentemente, composto de rocha com apenas uma camada de água e gelo entalhados em sua superfície. Outros objetos do Cinturão Kuiper têm muito mais água e gelo.

As simulações de computador realizadas pelo professor Brown mostram que o objeto está em uma órbita muito instável e deve chegar muito perto de Netuno.

A força gravitacional do planeta pode arremessar a rocha para dentro do Sistema Solar, como um cometa, para fora, para a distante região da Nuvem Oort, ou ainda para o espaço interestelar.

As órbitas dos objetos do Cinturão de Kuiper tendem a ser estáveis, mas a região pode ser um reservatório de cometas de curta duração.

Superfície

Mike Brown e seus colegas estabeleceram um cenário para explicar as características físicas e comportamento do 2003 EL61.

Há cerca de 4,5 bilhões de anos, o objeto que se transformou no planeta-anão era uma bola, composta de metade rocha e metade gelo, como Plutão - e também quase do mesmo tamanho de Plutão.

Em algum momento, no início de sua história, foi atingido por outro objeto do Cinturão de Kuiper. Isto quebrou boa parte do manto congelado do 2003 EL61, que se aglutinou para formar vários satélites.

Como esperado, os satélites parecem ser compostos de água e gelo puríssimos.

Brown sugeriu que parte do manto do 2003 EL61 já possa ter ido para o Sistema Solar como material de cometa.

O impacto oblíquo também causou a rotação rápida do planeta anão. Esta rotação rápida causou a forma ovalada e alongada atual do 2003 EL61.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos