Fidel está 'lutando por sua vida', diz Chávez

da BBC, em Londres

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse nesta sexta-feira que o líder cubano Fidel Castro está "lutando por sua vida".

Chávez disse que conversou com Fidel por quase meia hora alguns dias atrás.

"Não sei quando Fidel vai morrer. Espero que ele viva mais 80 anos. Espero que ele viva mais cem anos", disse o presidente venezuelano.

Os comentários de Chávez foram feitos no encerramento da Cúpula do Mercosul, no Rio.

Fidel está afastado do governo de Cuba desde julho, quando se submeteu a uma cirurgia e entregou o controle do país temporariamente ao seu irmão, Raúl. Desde então, Fidel nunca mais foi visto em público, e não faltam especulações sobre sua saúde.

Na última semana, duas reportagens do jornal espanhol El Pais aumentaram a polêmica, ao afirmar que o líder cubano estava em "estado grave" após três cirurgias malsucedidas.

O médico espanhol José Luis García Sabrido, que viajou a Cuba no mês passado para examinar Fidel, negou que o líder cubano estivesse em estado grave.

Mercosul

Em seu discurso no encerramento da Cúpula do Rio, Chávez disse também que a Venezuela é um país totalmente democrático.

A declaração foi feita um dia depois de a Assembléia Nacional da Venezuela dar a aprovação inicial a um projeto de lei que outorga ao presidente o poder de governar por decreto por 18 meses.

Chávez afirmou que as mudanças políticas na Venezuela são complexas e pediu compreensão a seus parceiros regionais.

Em uma declaração conjunta, os líderes presentes à cúpula pediram que as nações ricas façam concessões para reativar as negociações da Rodada de Doha da OMC, que tem o objetivo de reduzir barreiras comerciais em todo o mundo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos