Pequim quer menos 'vinho e mulheres' em jogos de 2008

da BBC, em Londres

O chefe do Comitê Organizador das Olimpíadas de Pequim, Liu Qi, advertiu autoridades públicas do país para que não incorram em comportamentos excusos durante a realização do evento, em 2008.

Segundo o jornal China Daily, Liu Qi, que também chefia o Partido Comunista da capital chinesa, recomendou que funcionários públicos chineses "não se percam em vinho e mulheres".

Liu Qi disse que o Comitê Olímpico vigiará as autoridades chinesas para garantir que todos estejam se comportando de maneira exemplar.

Ele recomendou ainda que os organizadores da festa não visitem "locais de entretenimento" depois do trabalho.

'Cada detalhe'

As recomendações foram feitas em meio a um escândalo protagonizado pelo vice-prefeito da capital chinesa, que enfrenta um processo por supostamente aceitar propinas relacionadas à construção da infra-estrutura olímpica.

No mês passado, um membro do Partido Comunista Chinês, Liu Zhihua, foi expulso da agremiação e condenado por ajudar sua amante a "buscar lucro" com os preparativos dos jogos.

O prefeito de Pequim, Wang Qishan, disse que mais de 30 mil repórteres de todo o mundo "estão vindo (para a cidade), e cobrirão cada detalhe de Pequim em suas matérias".

"Temos de ter uma boa Olimpíada, senão não apenas nossa geração estará envergonhada, mas também os nossos ancestrais", declarou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos