Golpista 'sedutora' pega 20 anos de prisão na Grã-Bretanha

da BBC, em Londres

Uma golpista britânica de 22 anos, que roubou cerca de R$ 1 milhão de homens que conheceu por meio de jornais ou da internet, foi condenada nesta terça-feira a dois anos de prisão.

Emma Golightly, da cidade de Newcastle, no nordeste da Inglaterra, dizia às vítimas que era uma rica mulher de negócios, mas usava os cartões de crédito das vítimas para sustentar seu padrão de vida luxuoso.

O dinheiro foi usado para financiar viagens, carros luxuosos, sapatos e tratamentos de beleza.

Durante o julgamento, no tribunal de Newcastle, foi revelado que em um período de 18 meses Golightly cometeu mais de 80 crimes.

A britânica admitiu ser culpada de roubo e falsidade ideológica.

Presentes luxuosos

Em um dos crimes, Golightly disse a um dos homens que sofria de um câncer letal e que não queria morrer solteira.

Ela levou a vítima para uma viagem de lua-de-mel que custou o equivalente a R$ 33,5 mil. O marido, no entanto, não sabia que a viagem estava sendo paga com seu cartão de crédito.

Um ano mais tarde, Golightly marcou um outro casamento com outro homem, usando o cartão de crédito do noivo para pagar mais uma lua-de-mel.

A sentença de Golightly foi atenuada por problemas mentais.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos