Grã-Bretanha deve ter janeiro mais quente desde 1916

da BBC, em Londres

Este mês deverá entrar para a história como o janeiro mais quente já registrado na Grã-Bretanha desde 1916, informou nesta quarta-feira o serviço de meteorologia britânico (Met Office).

A temperatura média no mês que costuma ser um dos mais frios do inverno britânico deverá ficar em 5,9º Celsius.

No entanto, 1916 ainda é o ano com o mês de janeiro mais quente desde que as medições começaram a ser feitas em toda a Grã-Bretanha, em 1914. Naquele ano, a temperatura média foi de 6,3ºC.

Segundo o Met Office, correntes quentes de ar vindas do Atlântico estão elevando as temperaturas.

Recordes de temperatura vêm sendo registrados em toda a Europa, que atravessa um inverno excepcionalmente quente.

Na Suíça, o serviço de meteorológico nacional (MeteoSwiss) informou nesta quarta-feira que janeiro de 2007 deverá ser o mais quente desde que as temperaturas começaram a ser registradas.

Embora tenha feito frio nos últimos dias, até o dia 29 de janeiro, em diversas cidades do país as temperaturas médias foram bastante superiores aos recordes anteriores. Em Zurique, por exemplo, fez uma média de 4,8ºC (contra o recorde anterior de 3,5ºC, de 1993).

Recorde na Inglaterra

O primeiro mês de 2007 também deverá ser o quinto janeiro mais quente já registrado no centro da Inglaterra - região que cobre o triângulo entre Manchester, Londres e Bristol - em 350 anos. O recorde histórico na região também é de 1916: 7,5ºC.

A temperatura média na região, onde as medições são feitas desde 1658, é de 7,1ºC.

Além de se equiparar aos recordes históricos, a temperatura média deste mês está 2,5 graus centígrados acima da média entre 1971 e 2000.

Janeiro de 2007 também teve mais sol (aumento de 17%) e chuva (21%) do que o normal.

"Os últimos 30 anos, em particular, foram marcados por uma tendência de aquecimento impressionante e isso está de acordo com o que nós esperaríamos ver com as mudanças climáticas", afirmou um porta-voz do Met Office.

Os ventos tidos como o principal fator por trás do aumento das temperaturas também causaram violentas tempestades em várias partes da Europa há cerca de duas semanas. Apenas na Grã-Bretanha, 11 pessoas morreram em decorrência dos temporais, que também causaram grandes danos materiais.

O Met Office prevê que o frio voltará à Grã-Bretanha na próxima semana.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos