Pequenas ações podem reduzir emissões em 1/3, diz WWF

da BBC, em Londres

Indivíduos podem e devem "fazer diferença", e tomar medidas para reduzir em um terço as emissões de gás carbônico do planeta, conclamou nesta sexta-feira o braço britânico da organização ambiental WWF.

"O relatório do IPCC (grupo da ONU que nesta sexta-feira culpou as ações humanas pelo aquecimento global) contém um extraordinário consenso científico de que a mudança climática já está sobre nós", disse o diretor-geral da WWF Internacional, James Leape.

Medidas simples, como preferir alimentos da estação, calibrar os pneus do carro, e desligar completamente aparelhos eletrônicos em modo 'stand by' podem ajudar sensivelmente no equilíbrio do planeta.



Uma campanha do WWF na Grã-Bretanha, intitulada "One Planet Living" ("Vivendo em um único planeta" em tradução livre), alerta que, nos atuais níveis de consumo de energia, a humanidade precisaria de três planetas Terra para viver de maneira sustentável.

"No entanto, nosso planeta é um só", disse o diretor de campanha do WWF britânico, Paul King.

Estudos sobre o comportamento da temperatura no planeta mostram que são as áreas tropicais – entre elas grandes porções do Norte e Nordeste do Brasil – que sentirão os piores efeitos deste processo.

Medidas

Paul King diz que indivíduos podem ajudar a conter efeitos negativos não apenas mudando padrões de consumo direto, mas também indiretos.

Um dos países com maior patrimônio ambiental do mundo, por exemplo, o Brasil, ainda é um grande consumidor de madeira ilegal. O desflorestamento clandestino – sem manejo sustentável – reduz a capacidade do planeta de "filtrar" os gases que causam o efeito estufa.

Observar certificados de origem para a madeira e a carne – a pecuária é a principal causa do desflorestamento da Amazônia, com o duplo efeito das queimadas para 'limpar' as áreas de pasto – são uma maneira prática de consumidores darem preferência a mercadorias que respeitam o equilíbrio ambiental, diz o WWF.

Nas grandes cidades, o uso intenso de carros – cinco milhões circulam apenas em São Paulo – é responsável por toneladas de poluentes lançadas diariamente na atmosfera. Ambientalistas aconselham o maior uso do transporte público ou alternativo (como bicicletas e carona).

Em casa, o uso racional de energia evita a queima de gás natural ou combustível fóssil que alimenta aquecedores, fogões e outros equipamentos.

"Indivíduos podem fazer grande diferença. Juntos, indivíduos e empresas podem colaborar para reduzir em dois terços as emissões de gases que causam o efeito estufa", afirmou Paul King.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos